- Publicidade -

More

    Jovem angolana agredida pela policia em Lisboa (Fotos e relato)

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Uma Jovem de nacionalidade Angolana ,de nome Maria Sala/Filó foi vitima de agressão por parte de um policia em Lisboa.  A vitima é proprietária de um restaurante/bar, no centro que encerra diariamente as 22h00, existindo o tempo atenuante de 30 minutos para limpeza. A vitima encontrava-se no interior da loja juntamente com uma amiga que à ajudava.

    No dia 27-04-2014 no centro comercial de Massamá/Barcarena [Linha Sintra],
    O segurança em funcionamento dirige-se a sua loja e de forma brusca obrigando a vitima e fechar imediatamente o restaurante para encerrar globalmente o centro. A vitima responde que vai encerrar mais estava a acabar de lavar o seu estabelecimento. O Segurança de seguida pede ao policia de serviço no centro a força-la ao encerramento.

    No desenrolar da situação entre os envolvidos, o policia empurra a vitima de forma brusca e a mesma cai, tenta se defender instintivamente sem êxito; é atingida com choque eléctrico, detida e forçosamente algemada pelo policia em conivência com o segurança. Tudo na presença da sua amiga.

    Diz a vitima que;, o pior da situação foi o facto de ter pedido ao agente para que não à algemasse visto ter o filho à porta de 5 anos de idade a assistir a situação, sendo algemada como criminosa.

    Já no carro, começou a agressão e humilhação à jovem mulher, com socos na cara e palavras extremamente racistas até a chegada na esquadra de Massamá [na Quita das Flores], onde alega ter sido brutalmente espancada e pisada com botas do policia de nome “Jorge Manuel Pires Sebastião”, isto quando eram 22h30 até às 02h00 e mais, do dia seguinte.

    As 10h00 esteve presente perante o juiz no tribunal de Sintra mas foi adiado o julgamento. As 15h00 desloca-se ao hospital “Amadora Sintra” onde esteve até 23h00 a ser medicada.

    Hoje [04.05.2014], encontra-se em casa quase imobilizada, apoiada por muletas que lhe ajudam a caminhar, a aguardar para que se faça a justiça devida. A vitima esta intimada a comparecer como arguida, sendo acusada por desacato a autoridade. A vitima sente-se inocente e só quer que se faça justiça.

    Vamos nos organizar e manifestar, no dia 8 de Maio na porta do tribunal de Sintra, pedindo a punição devida do Policia que espancou a jovem mulher.

    Obs: Só posso dizer que deitei lágrimas quando à vi naquele estado. Desta vez, vamos tentar fazer justiça.

    Texto por: jovemagredi133.jpgjovemagredida.jpgjovemagredida1.jpgr [activista social]

    Liberdade, Justiça, Paz&Amor.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Benvindo Magalhães descarta possibilidade de algum dia apresentar Telejornal: “Nunca”

    Por: Sara Rodrigues O apresentador de TV e locutor de rádio Benvindo Magalhães deixou claro em entrevista ao Platinaline que jamais, na história da televisão...

    4ª edição do Unitel Estrelas ao Palco será emitida às quintas-feiras

    Por: Sérgio Flávio Fotos: Rosário Duarte Foi realizada hoje (28), nas instalações do canal ZAP Viva, uma conferência de imprensa para divulgar detalhes sobre a...

    De vencedor a membro da mesa de jurados: O brilhante percurso de Anderson Mário no Unitel Estrelas ao Palco

    Por: Sérgio Flávio Vencedor da primeira edição do concurso Unitel Estrelas ao Palco, Anderson Mário é um dos poucos concorrentes de projetos do gênero que...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto