Jovens saem às ruas para exigir o fim do corte de cabelo obrigatório nas instituições

0
187

Dezenas de jovens em Luanda saíram hoje às ruas da cidade para mostrar descontentamento às medidas adoptadas em muitas instituições públicas e privadas sobre o corte obrigatório de cabelo.

Delegaram a marcha pacífica jovens que integram a Comunidade Pan-africana em Angola e o Movimento de Estudantes de Angola, que teve início por volta das 11 horas, no largo das Heroínas, e encerrou às 13 horas no largo dos Ministérios.

Durante a marcha, os jovens exibiam cartazes com as seguintes legendas: “Não vou cortar o meu cabelo, corte você o seu preconceito” ; “Existem muitos bandidos carecas” ; “O Direito a diferença é constitucional” ; “Diga não a discriminação” ; “Não destruam a nossa identidade”

A manifestação foi acompanhada por agentes do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, que reuniram com os manifestantes no dia 9 de Setembro, para coordenação com os membros da Comunidade Africana em Angola e o Movimento de Estudantes de Angola.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments