- Publicidade -

More

    Kyaku Kiadaff conta que se fosse Presidente da República sua meta seria criar uma língua para todos angolanos 

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Por: Arieth Silva

    Durante a sua participação no programa “Dia Alegre”, da Platina FM, 96.8, o músico Kyaku Kiadaff, que não descartou a possibilidade de um dia se tornar Presidente da República de Angola, disse que se exercesse tal cargo, a sua prioridade seria criar uma língua que identificasse a todos os angolanos. 

    Kyaku, que reconheceu o trabalho feito pelo actual PR João Lourenço, apontou a necessidade de haver uma língua obrigatória que todo o angolano soubesse falar a fim de eliminar as assimetrias, promover a identidade e unidade cultural.

    “Primeira coisa que eu faria é sentar com os angolanos e pedir para atribuirmos uma língua, não importa se é Kimbundo, Umbundu, Cockwe, Nganguela, se é Kikongo, mas que em Angola haja uma única língua que, obrigatoriamente, cada angolano devia aprender. Isso devia trazer identidade cultural, unidade cultural e, acima de tudo, deveria eliminar as assimetrias”, disse.

    Questionado se aceitaria o desafio de liderar o país, Kyaku Kiadaff respondeu: “Aceito absolutamente. Se um dia me for desafiado, eu aceito ser Presidente de Angola com todo amor e servirei o povo angolano com todo o zelo”.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    TAAG põe fim a acordo com Hi-Fly e volta a assegurar na totalidade voos Luanda-Lisboa

    No seguimento do plano de manutenção e recuperação da frota e, no sentido de responder melhor às necessidades do mercado e a estratégia de...

    Hildebrando de Melo na 15º Bienal de Havana em Cuba

    A 15ª Bienal de Havana, que ocorrerá de 15 de novembro de 2024 a 28 de fevereiro de 2025, contará com a presença do...

    Florêncio Handanga homenageia legado musical do pai com lançamento de “Ya papa”

    Florêncio Handanga, filho do saudoso músico Justino Handanga, irá lançar uma nova música intitulada “Ya papa” no próximo dia 18 de Maio, como uma...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto