Por: Stella Cortêz

Muitos pais não aceitam de ânimo leve que seus filhos adiram à música, como é o caso do pai de Landrick, que demorou muito tempo para apoiar e mudar sua opinião em relação à paixão e amor que o filho sente pela arte.

Numa publicação na sua página do Instagram, o autor do tema “Kuyuyu” descreve que, ouvir o seu pai dizer que é fã número um do seu trabalho deixa-o muito feliz e orgulhoso.

“O meu pai já partiu a minha guitarra porque me estava a dedicar muito à música e menos aos estudos. Já apanhei muito por recusar ou fazer mania para lavar louça, ir comprar petróleo na Mamã Ana, na MABOR, acarretar água no vizinho, aprendi com tudo isso. Obrigado pelas palavras, pelos ensinamentos que carrego para a vida e ponho em prática!” Escreveu.

Contactado pelo PLATINALINE, Landrick conta que, para ganhar a admiração musical de seu progenitor, foi importante trabalhar com seriedade, dedicação e, acima de tudo, profissionalismo. “O meu pai sempre teve dúvidas que a música fosse dar outro ao meu futuro. Então, sempre primou que os estudos estivessem em primeiro lugar, aliás, para os nossos pais, a profissão musical nunca foi bem vista, mas eu entendo, porque com o tempo, fui percebendo melhor as ideologias dele”, disse Landrick, ressaltando que a ideia de fazer a publicação consiste em informar às pessoas que, independentemente de qualquer coisa, deve-se sempre seguir com zelo a profissão que se gosta.

“Procurei saber mais sobre a música, fazer aulas de canto, a fim de me profissionalizar naquilo que de facto gosto de fazer, mostrei a minha seriedade e esta fez com que o meu pai mudasse de opinião. Por consequência do meu empenho, a carreira começou a dar frutos, hoje vivo o meu trabalho e ajudo a minha família. Mostrei-lhe a nova música que vou lançar e disse-me: grande som mesmo.”