- Publicidade -

More

    Líderes religiosos apresentam propostas ao executivo para melhorar efeitos das medidas de subvenção aos combustíveis

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Líderes de várias confissões religiosas foram esclarecidos, esta terça-feira, sobre as medidas de mitigação dos efeitos do ajuste ao preço da gasolina. O encontro foi presidido pelo Secretário de Estado para as Finanças e Tesouro, Ottoniel dos Santos. e teve lugar no Centro de Imprensa Aníbal de Melo, em Luanda. Na ocasião, o governante lembrou a onerosidade que o subsídio aos combustíveis gerou para o Estado, com despesas acima dos 3 biliões de kwanzas nos últimos três anos.

    Ottoniel dos Santos garantiu que diminuir o impacto nas finanças públicas e melhorar a vida dos cidadãos são parte da estratégia do Executivo ao implementar o Programa de Reforma dos Subsídios aos Combustíveis.

    O Secretário de Estado das Finanças e Tesouro apelou e agradeceu o apoio das igrejas em prol da paz social e assegurou a entrega da totalidade dos cartões com os subsídios para compra de gasolina, no prazo máximo de 45 dias. Esta medida abrange os taxistas, moto-taxistas e os chamados “gira-bairros” que estiverem devidamente licenciados, e também as pequenas embarcações.

    Também presente na reunião, o director do Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE), Patrício Vilar, detalhou que os cartões serão personalizados e que terão a matrícula do veículo beneficiado, “para que haja maior controlo nas bombas de combustível”. O responsável garantiu ainda que “não há razões para que se aumente o valor da corrida, porque não vão faltar subsídios a nenhum dos taxistas licenciados”.

    Por seu lado, o Secretário de Estado para a Agricultura, João Cunha, garantiu aos líderes religiosos que as medidas de mitigação também vão abranger os agricultores agrupados em cooperativas em todo o país. João Cunha informou que ainda se está a fazer o levantamento e cadastro de todas as cooperativas “para que ninguém fique de fora deste benefício que também lhes assiste.”

    Ao manter o preço anterior da gasolina apenas para estes operadores económicos, o Estado pretende eliminar assimetrias sociais geradas pela anterior política de subvenção dos combustíveis, que beneficiava directamente quem possuía uma viatura, deixando de lado quem não tinha poder de compra para aceder a um veículo próprio.

    Líderes religiosos apresentam propostas ao executivo para melhorar efeitos das medidas de subvenção aos combustíveis

    Líderes de várias confissões religiosas foram esclarecidos, esta terça-feira, sobre as medidas de mitigação dos efeitos do ajuste ao preço da gasolina. O encontro foi presidido pelo Secretário de Estado para as Finanças e Tesouro, Ottoniel dos Santos. e teve lugar no Centro de Imprensa Aníbal de Melo, em Luanda. Na ocasião, o governante lembrou a onerosidade que o subsídio aos combustíveis gerou para o Estado, com despesas acima dos 3 biliões de kwanzas nos últimos três anos.

    Ottoniel dos Santos garantiu que diminuir o impacto nas finanças públicas e melhorar a vida dos cidadãos são parte da estratégia do Executivo ao implementar o Programa de Reforma dos Subsídios aos Combustíveis.

    O Secretário de Estado das Finanças e Tesouro apelou e agradeceu o apoio das igrejas em prol da paz social e assegurou a entrega da totalidade dos cartões com os subsídios para compra de gasolina, no prazo máximo de 45 dias. Esta medida abrange os taxistas, moto-taxistas e os chamados “gira-bairros” que estiverem devidamente licenciados, e também as pequenas embarcações.

    Também presente na reunião, o director do Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE), Patrício Vilar, detalhou que os cartões serão personalizados e que terão a matrícula do veículo beneficiado, “para que haja maior controlo nas bombas de combustível”. O responsável garantiu ainda que “não há razões para que se aumente o valor da corrida, porque não vão faltar subsídios a nenhum dos taxistas licenciados”.

    Por seu lado, o Secretário de Estado para a Agricultura, João Cunha, garantiu aos líderes religiosos que as medidas de mitigação também vão abranger os agricultores agrupados em cooperativas em todo o país. João Cunha informou que ainda se está a fazer o levantamento e cadastro de todas as cooperativas “para que ninguém fique de fora deste benefício que também lhes assiste.”

    Ao manter o preço anterior da gasolina apenas para estes operadores económicos, o Estado pretende eliminar assimetrias sociais geradas pela anterior política de subvenção dos combustíveis, que beneficiava directamente quem possuía uma viatura, deixando de lado quem não tinha poder de compra para aceder a um veículo próprio.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Banco Bic abre inscrições para o crescer juntos e homenageia empresas co-investidoras

    O Banco BIC abriu nesta segunda-feira, 17 de Junho, as inscrições deste ano para ONGs, Fundações e Associações que necessitam de recursos financeiros e...

    Clénio & Clésio Gomes são os mais recentes acionistas do Luanda City, equipa recentemente promovida ao Girabola

    Clénio & Clésio Gomes são os mais recentes acionistas do Luanda City, equipa recentemente promovida ao Girabola É com imenso prazer que anunciamos a nossa...

    Jornalista Dalila Prata destaca-se no 21º Fórum Meteoclimatic no Média Workshop em Darmstadt (Alemanha)

    Por: Luizão Cabulo A jornalista angolana Dalila Prata destacou-se no 21º Fórum Meteoclimatic no Média Workshop em Darmstadt, Alemanha, representando Angola e a "TPA online"...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto