A conversa desta quinta-feira, dia 13, é ao som do pagode e funk e conta com a participação dos cantores Ludmilla e o Thiaguinho. No programa, os convidados relembram os primeiros passos na música e discutem as raízes dos dois géneros, além da chegada da cantora, até então adepta ao funk, no pagode. Ludmilla e o Thiaguinho também falam sobre equilíbrio emocional, principalmente durante a pandemia, o actual momento do entretenimento nacional, racismo e da amizade dentro e fora dos palcos. O ‘Conversa com Bial’ ainda exibe apresentações musicais do Thiaguinho e a Ludmilla, gravadas especialmente para o programa.
“É muito interessante ver a chegada da Lud no pagode. É uma responsabilidade muito grande cantar samba, não é só uma música, mas também a história do Brasil. E o samba sempre recebe com muito carinho as pessoas que chegam”, diz Thiaguinho, que continua: “Eu vejo isso na Lud com óptimos olhos. Primeiro porque ela tem propriedade para cantar e porque, além de chegar com a voz, ela tem o instrumental, o coração, as raízes e a cultura. O pessoal do pagode a aceitou de braços abertos”. A cantora garante: “O pagode está na minha vida desde pequena”.  
Com direcção artística de Mônica Almeida, o ‘Conversa com Bial’ vai ao ar de segunda a sexta-feira, depois das 23 horas, no Globo HD, posição 10 da ZAP. Pode ainda aceder aos conteúdos Globo em Angola através do Globo ON, posição 72 da mesma plataforma.