- Publicidade -

More

    Milionário Records reúne 13 artistas da música angolana em hino “Quem Mais”

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Por: Stella Cortêz

    Fotos: Carlos Cristóvão

    Idealizado pelo CEO da Milionário Records, Mi Mosquito, o hino “Quem Mais”?!  que resulta no casamento perfeito entre o talento e a mestria dos rostos da produtora, bem como reproduzir uma mensagem de amor e união, realçando sobretudo, a importância da magia de que, todos podem acreditar os seus sonhos, foi oficialmente apresentado na noite desta segunda-feira (25), de Janeiro, no evento que decorreu no restaurante Clube S.

    Ao PLATINALINE, o também empresário, falou a respeito do trabalho que com muito orgulho tem desenvolvido no sector da cultura, com realce para a Milionária Family, produtora que deu oportunidades e abriu caminhos para artistas como Anna Joyce, Cef, Lil Saint, Sarissari i e muitos outros nomes conhecidos em Angola e não só.

    “Para nós fazer cultura sempre foi uma questão de abrangência, ou seja, todos merecem ter uma oportunidade, e neste sentido, o talento não escolhe classe sociais, ou religiões. Graças a Deus, temos sido iluminados com essa tarefa que consiste em dar a conhecer para Angola e o mundo alguns talentos que não tiveram a oportunidade em outras produtoras, bem como outros em que tiveram oportunidades e de alguma forma estão a tentar relançar a carreira, e que decidiram abraçar a Milionário, uma produtora sonhadora e sobretudo fazedora, nós somos conhecidos por descobrir talentos e não criamos, até outra fase, decidimos criar paradigmas para gerir carreira mais a fundo”, disse.

     

    Interrogado se as barreiras imposta pelo mercado musical e de igual modo, o surgimento da pandemia tem causado alguma dificuldade na gestão da carreira dos artistas, a apresentador do programa Talk 2 Me, respondeu:

     

    “O facto de estar ligado a outras áreas do empresariado, sectores supostamente distintos ao entretenimento, a um tipo estereótipo de que, não preciso de patrocínios, apoios, o que de certa forma tem sido difícil sair deste estigma, mais ao mesmo tempo, acredito que vamos carregando o terreno com projectos inovadores, entre os quais, o projecto com 13 artistas e mais de 28 temas musicais disponibilizado em Dezembro, para uma vez, demonstra que não se trata de ter muitos, mas sim apresentar ideias diferenciadas e com o poucos que investimos para concretizar”, sublinhou.

     

    Mi  aproveitou ainda a ocasião para apelar às marcas empresariais que olhem para a sua produtora como fazedores de arte, principalmente aos artistas com diversos talentos como influenciadores no seu todo. “As dificuldades não nos tem parado, muito pelo contrário, eu encaro as, como motivação para continuar”.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Angola Chora a Perda do Ícone do Basquetebol, Ângelo Victoriano

    Hoje, sábado, Luanda acorda envolta em tristeza pela partida do antigo capitão da Selecção Nacional de Basquetebol, Ângelo Victoriano, aos 55 anos, vítima de...

    Kwenda Magic estreia talent show nacional “O Caça-Talentos”

    O canal de televisão da DStv Kwenda Magic estreia no próximo dia 14 de abril, um novo programa na sua grelha, um talent show...

    Unitel junta-se ao Programa de Estágio Profissional do INEFOP

    INEFOP e a UNITEL oficializaram a parceria estratégica por via da assinatura do Memorando de Entendimento para a promoção do desenvolvimento profissional dos jovens...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Visit arnan.me

    Mais como isto