Morreu aos 65 anos de idade, o instrumentista e compositor angolano Galiano Neto

0
324
Por: Arieth Silva
Morreu aos 65 anos de idade, o instrumentista e compositor angolano, que em vida respondia pelo nome de Galiano Neto, nesta quarta-feira, 02 de Fevereiro, vítima de ataque cardíaco, em sua residência.
Galiano Neto cresceu na Ilha de Luanda, fez parte do grupo carnavalesco “União mundo da Ilha”, e foi responsável pela produção musical carnavalesca ligada à circunscrição da cidade de Luanda, e acabou por sair de Angola para trabalhar em Portugal.
O instrumentista dedicou a sua vida à música angolana, tendo gravado em 2008 um disco “Angola no coração”. Galiano dividiu palco e fez colaborações com os maiores nomes da lusofonia, como: Bonga, Nancy Vieira, Waldemar Bastos, Chálo Correia, Paulo Flores e Eduardo Paím, entre outros.
Formou-se em pedagogia do ensino e colaborou com vários pesquisadores para trabalharem na construção da identidade e também como forma de resistência.
Durante a sua vida, esteve envolvido em projectos solidários, como é o caso de Mon na Mon – Juntos pela Guiné-Bissau e de pesquisa como é o caso do disco – Canta Angola ou Turma da Bênção.
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments