- Publicidade -

More

    Empresa oferece US$ 12 mil a trabalhadores intoxicados na produção de iPhones

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Os funcionários, no entanto, informam que o valor proposto pela Wintek não cobre os prejuízos…

     

     

    A chinesa Wintek, que produz componentes para a Apple, vai pagar cerca de 80 mil yuan (US$ 12.177) para 115 funcionários que foram intoxicados pelo uso de um produto químico utilizado para limpar as telas dos iPhones.

    Ao todo, a Wintek reservou cerca de 10 milhões de yuan (US$ 1,52 milhões) para ressarcir os trabalhadores afetados pela intoxicação. No entanto, a agênciaReuters informa que o valor individual proposto pela empresa, de 80 mil yuan, foi questionado por alguns dos beneficiados.

    Eles alegam que o valor não é suficiente para cobrir todos os prejuízos à saúde gerados pela intoxicação. E um dos trabalhadores entrevistados chegou a dizer que espera um posicionamento da Apple.

    A Wintek utilizou o elemento químico responsável pela intoxicação (hexano) de maio de 2008 a agosto de 2009. Mas interrompeu seu uso após descobrir os problemas de saúde dos trabalhadores.

    As estimativas são de que cerca de 139 pessoas tenham sido intoxicadas na fábrica da Wintek por conta do uso do produto.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    “FAF Impede Convocação de Bastos Quissanga para Seleção Angolana, Diz Fonte”

    Pedro Gonçalves revelou nesta terça-feira, 21, os convocados para os jogos contra Eswatini e Camarões, marcados para os dias 7 e 11 de junho,...

    Vlado Coast ‘Renasce’ em seu novo EP

    Numa recente entrevista ao Platinaline, o artista angolano Vlado Coast revelou o lançamento do seu novo EP intitulado 'Renascer', que será disponibilizado no dia...

    Aryovaldo cria meme sobre TPA após indiretas entre TV Zimbo e Zap viva e deixa internautas encabulados

    Depois do apresentador angolano Igor Benza ter anunciado recentemente no programa "A Tarde é Nossa", a entrada da apresentadora Stella de Carvalho ao referido...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto