Músicos angolanos abrilhantam "Grande show Cuca 60 anos"

0
145
O responsável da produtora 100 Fronteiras, Ikuma Bamba, disse hoje, quinta-feira, em Luanda, que o “Grande show Cuca 60 anos” terá participação de cem porcento de músicos angolanos, tendo em conta as pretensões da cervejeira em valorizar a música nacional da nova e da velha gerações.
De acordo com o responsável, que falava em conferência de imprensa, a actividade músico-cultural denominada “Grande Show Cuca 60 anos” realiza-se neste sábado, no Pavilhão Gimnodespotivo da Cidadela, e visa também fechar o mês da juventude.
Tendo em conta a dimensão dos músicos convidados e por se tratar de uma marca das poucas que resistiu depois da independência, a organização promete proporcionar um festival a altura dos fãs.

Segundo Ikuma Bamba, a Cuca tem prestado especial atenção nos trabalhos dos músicos angolanos, dando todo apoio possível, daí que neste seu aniversário não está previsto a participação de músicos estrangeiros.

Nesta senda, a grande aposta no campo musical é ainda a no lançamento de novos valores e que alguns deles se farão presentes neste show.

Por seu turno, a chefe de Departamento de Marketing da Cuca, Rosária Capaia, disse que durante o evento vai se vender o produto a preço módico, em lata, mais entregue aos consumidores já em copos descartáveis e ao mesmo tempo passando a mensagem de que as bebidas alcoólicas devem ser consumidas com moderação.

Durante mais ou menos três meses, acrescentou, a empresa vai pôr em alguns locais de cidade de Luanda, como no 1º de Maio, Ilha de Luanda e na Samba, museus móveis que vão ilustrar todo historial da empresa, bem como a realização de actividades desportivas, particularmente o voleibol de praia.

Para esta empreitada, adiantou, vão contar com as participações de Puto Português, Anselmo Ralph, Eddy Tussa, Noite e Dia, Yola Araujo, Mamukueno, Os 3, entre outros artistas convidados.

A organização espera colocar no pavilhão cerca de 12 mil espectadores, sendo que os bilhetes estão já a ser comercializados em vários locais na capital angolana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui