Nagrelha “Com o pouco que ganho como cantor e com o amor da minha família, conseguimos nos virar”

0
182

Por: Stella Cortêz

“Sinto que tudo voltou a acontecer tal como via no meu pai, ou que o meu pai via em mim, hoje eu vejo nos meus filhos,” confessou o Kudurista Nagrelha, quando falava da satisfação que sentiu ao se tornar pai pela terceira vez, numa entrevista cedida ao programa Zap News, no canal Zap Viva.

“O objectivo é fazer as coisas acontecerem na medida do possível e evitar que os meus filhos passem pelo que já passei. Mas, com Deus no comando, tudo é possível, então, com o pouco que ganho como cantor e com o amor da minha família, conseguimos nos virar. Ninguém melhor do que nós para nos apontar o dedo,” acrescentou o Estado Maior.

Questionado se desejaria ver os seus filhos a enveredarem para a indústria música, Nagrelha respondeu que não gostaria que os seus filhos estivessem na sua pele, pois já vive e conhece o mundo da música e quem não tem mente, nem capacidade para aguentar a música, fica maluco, porque tem consciência e sabe o quanto os artistas passam. “Eu canto para sustentar a minha família e sou feliz por ser cantor. Mas é importante dizer que aquilo que as pessoas têm em mente sobre a profissão de cantor, não quer dizer que o músico tem o mundo nas mãos. Não! Estamos a nos mentir. É bom fazer bem as coisas para ganhar algum benefício e ter um pouco de juízo para conseguirmos fazer a nossa família feliz,” frisou.

Sobre a possibilidade de escolher entre a música e a família, o ex-integrante do grupo Lambas fez saber que não existe possibilidade alguma, pois é com a música que consegue sustentar a sua família e com o suporte da sua família, sente-se cantor, sendo que as duas coisas estão dentro da sua estrutura enquanto músico e pai de família.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments