- Publicidade -

More

    Nandinho Dya Paxi O Escritor Angolano de Sucesso

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

     

    Nandinho Dya Paxi é o nome artístico de Domingos Carlos André Fernandes, escreve desde os seus 12 anos, lançou a sua primeira obra literária no ano de 2010.   Nandinho dy paxi  terá o seu segundo livro   nas bancas a partir do 17 de Julho do ano em curso.  


     

     Quando concretamente escreveu a sua primeira Poesia?

     

    Em 1997, na altura minha namorada, actual minha esposa, recebeu um presente meu, aquando do seu aniversário. O  presente foi acompanhado com uma poesia criada com muito carinho, com o título MULHER DOS MEUS SONHOS, poesia complementar da 1ª obra. E daí…..

      

     Por que optou pela poesia, e não um outro estilo literário?

     

    Simplesmente como fiz referência, tive sempre inclinação à poesias “ românticas” e só mais tarde comecei a mudar um pouco a linha.

     

     Já pensou mudar o seu estilo literário? Qual?

     

    Já,  a perspectiva é que seja no próximo ano, publicarei o meu 1º livro em prosa com o título  Massa com Peixe Seco.

     

    Por que nomeou a sua primeira obra “A FALSA PROFETISA”?

    Eu acho que tudo na vida devo à Deus, e desta  forma mostrei “ a meu jeito” , às pessoas o bem sobre o mal, sebem que nem todos encararam a coisa de forma positiva.

    Teve participações na sua primeira Obra literária? De quem foram as participações?

    Tive sim, por exemplo para a capa do livro tive a participação dos meus filhos, que foram os responsáveis pelo design

    Como foi a venda da sua primeira obra?

    Editei 1000 cópias, paralém de Luanda, também fui às províncias de Benguela e Huíla. Correu tudo bem e espero que este ano corra ainda melhor, visto que este ano recebi apoios de algumas empresas

     A sua primeira obra, alcançou as suas expectativas?

    A 80 %

    Para quando esta marcado o lançamento da sua segunda obra literária?

    O lançamento está marcado para 17 de julho do corrente ano

    Qual é o local escolhido para o lançamento da sua segunda obra?

    A perspectiva é que seja:  1º) Pré lançamento na FILDA, 2º) Apresentação do livro ainda em estudo (Princípios de Agosto) e 3º)  lançamento oficial na Praça da Independência.

    Por que escolheu a FILDA  para divulgar a sua segunda obra ,  e não a praça da Independência que tem sido o local mais escolhido para divulgação de  vários trabalhos artísticos?

    É que  neste dia, será inaugurada 29ª Feira Internacional de Angola, aproveitarei   o número de visitantes ,e  porque até sou funcionário da FIL, nestes dias de feira estarei de trabalho.

    O que podemos esperar no seu segundo trabalho?

    Muita coisa boa, desde que haja a interpretação positiva do leitor, já que nele falo do amor e ódio. Falo do amor em várias vertentes e do ódio que se pode corrigir com amor.

     Qual ou quem é a sua maior fonte de Inspiração?

    A presença de qualquer facto e não só…

     Como anda a literatura em Angola no seu ponto de vista? Acha que a juventude e não só tem lido o suficiente?

    Comparando com alguns anos atrás, melhorou muito, graças o esforços e métodos que o governo tem implementado, faltando apenas um pouco mais e a colaboração de cada cidadão

    À um futuro leitor.

     

    O que faz alem da literatura?

    Trabalho, Sou gestor na FILDA, e também estudo

     

     Como consegue conciliar os estudos, o trabalho e a literatura?

    Muito difícil, mas nada impossível quando todos os dias  deparo a luz verde ao fundo,  a chamar-me ao objectivo. “sinto-me envaidecido, miúdo e com muita garra do mesmo alcançar”

    Quando é que sobra o tempo para Família?

    Ao final de semana, feriados, e nas ultimas horas que me restam nos dias normais de trabalho.

    Se sente uma pessoa realizada?

    Ainda não. Depois de constituir a minha família, que é a coisa mais preciosa que tenho,  e o meu mundo literário, me falta ainda plantar uma árvore na cidade de Caxito, província do Bengo e realizar ou colocar pilares ao meu mundo Empresariado

     Que mensagem deixa para os adultos, jovens e até mesmo  as criança que ainda a não têm cultura de ler:

    Mesmo não recebendo uma resposta oral, procurem sere amigos,  falar sempre com a leitura e até certo modo procurar o porquê da sua existência e utilidade, o que na verdade nunca vemos mas que as pessoas vêm em nós o “ grande” que ela nos transforma.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    4ª edição dos “Prémios Tigra Nova Garra” reconhece 28 profissionais em diferentes áreas de actuação

    Os Prémios “Tigra Nova Garra” já fazem parte da agenda dos grandes eventos anuais que reconhecem talento, criatividade, esforço e compromisso social dos jovens...

    “Delero King cobra Taxa de 1 Milhão de Kz por Participação Musical”

    Na terça-feira, (23), teve lugar em Luanda a conferência de imprensa para anunciar os vencedores da 4ª edição dos “Prémios Tigra Nova Garra”, uma...

    Miguel Neto declara que denominação “música folclórica” é pejorativa para Angola e defende o termo “tradicional”

    O jornalista angolano Miguel Neto declarou, nesta Segunda-feira (22), durante a rubrica "Momento Cultural" do programa A Tarde é Nossa da TV Zimbo, que...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto