- Publicidade -

More

    Não prestação de alimentos leva mãe a asfixiar filho de nove meses até a morte

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    #UÍGE – O Serviço de Investigação Criminal em conjunto com a Polícia Nacional no município de Negage, detiveram, recentemente, uma cidadã nacional, de 28 anos, suspeita do crime de infanticídio, em que foi vítima um bebé de nove meses.

    O lamentável episódio ocorreu na aldeia Tinguita, quando a suposta infanticida, recorridos nove meses após o parto, entendeu manter uma conversa com o progenitor, sobre a prestação de alimentos ao filho. Este, por sua vez, recusou tal intenção, alegando a falta de recursos financeiros para sustentar o filho, justificada pela falta de emprego para garantir o apoio ao bebé.

    Confrontada com o pedido recusado, a mãe, suposta infanticida, entendeu asfixiar o infante até a morte, tendo, de seguida, sepultado o cadáver em local isolado.

    As denúncias feitas por populares permitiram o seguimento das investigações sobre o caso e a detenção da implicada que, posteriormente, foi entregue ao Ministério Público para o devido tratamento.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Banco BCS lança o seu primeiro fundo de investimento

    O Banco BCS, arrancou ontem com a subscrição de um fundo fechado especial de investimento em valores mobiliários, no valor global de 5.000.000.000 Kz. Destinado...

    Angola ocupa 4.ª posição no Ranking Africano de Futsal

    Por Helder Lourenço Após a recente realização do CAN`2024, em Rabat, Marrocos, Angola se destaca ao conquistar a quarta posição no ranking da Confederação Africana...

    CEO Fórum Angola: Líderes empresariais reúnem-se pela primeira vez para discutir sobre os “Desafios e estratégias para um ambiente digital seguro em Angola”

    Luanda, 24 de Abril de 2024 — A revista Líder realiza, no próximo dia 23 de Maio, no Hotel Epic Sana, em Luanda, o...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto