#UÍGE – O Serviço de Investigação Criminal em conjunto com a Polícia Nacional no município de Negage, detiveram, recentemente, uma cidadã nacional, de 28 anos, suspeita do crime de infanticídio, em que foi vítima um bebé de nove meses.

O lamentável episódio ocorreu na aldeia Tinguita, quando a suposta infanticida, recorridos nove meses após o parto, entendeu manter uma conversa com o progenitor, sobre a prestação de alimentos ao filho. Este, por sua vez, recusou tal intenção, alegando a falta de recursos financeiros para sustentar o filho, justificada pela falta de emprego para garantir o apoio ao bebé.

Confrontada com o pedido recusado, a mãe, suposta infanticida, entendeu asfixiar o infante até a morte, tendo, de seguida, sepultado o cadáver em local isolado.

As denúncias feitas por populares permitiram o seguimento das investigações sobre o caso e a detenção da implicada que, posteriormente, foi entregue ao Ministério Público para o devido tratamento.