NewsEngage lança Briefing Angola

0
200

A NewsEngage, editora especializada em “media engagement”, vai lançar, em Janeiro, a edição de Angola do Briefing, publicação de referência dos negócios de Marketing do mercado português.
O Briefing, que foi relançado em 2009, agrega uma plataforma digital visitada regularmente por cerca de 8 mil profissionais, uma edição electrónica digital com 18 mil subscritores e um jornal mensal com 2 mil assinantes. Está associado na NewsEngage a outras marcas editoriais profissionais como Advocatus (advocacia), Store (distribuição moderna), Welcome (turismo).
O Briefing@AO será editorialmente independente e focado no mundo das marcas e negócios de Angola, uma das economias mundiais com maiores taxas de crescimento.
À semelhança do Briefing português, tem por objectivo tornar-se no observatório permanente e dinâmico das tendências, negócios, ideias e profissionais das Marcas e Negócios do mercado.
A nova marca editorial será visível no “website” www.jornalbriefing.co.ao, o qual terá várias actualizações diárias, e na “webletter” Briefing@AO, acessível a subscritores, com um resumo semanal das notícias mais importantes dos negócios de Marketing.
O jornalista Hermínio Santos, que participou em vários projectos de comunicação em Angola e Portugal, dirige a equipa de seis profissionais responsável pelos conteúdos das várias plataformas.
Sobre o Director do Briefing@AO<u<; a=””>>
Hermínio Santos, 50 anos, é jornalista desde 1986. Exerceu funções de direcção e chefia na Fortunas & Negócios, Semanário Económico, Diário Digital, Diário Económico e jornal i. Entre 2005 e 2009, na qualidade de assessor de comunicação do grupo Escom, desenvolveu vários projectos em Angola na área da comunicação e da responsabilidade social. Foi um dos responsáveis pela lançamento do Novo Jornal e membro do júri da primeira edição do prémio Superbrands em Angola. Liderou o lançamento do projeto Sky Center, em Luanda, e várias acções de responsabilidade social em Luanda e na região das Lundas. Também liderou e coordenou acções de comunicação na República do Congo-Brazzaville.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui