- Publicidade -

More

    Nova Musica: Sandra Cordeiro : Difícil é Ser feliz

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Sandra Cordeiro, a princesa do Jazz Angolano,  aposta em dificil ser feliz como   o seu segundo single do seu aguardado álbum de estreia Luandense. O Single escolhido é uma balada  Produzida pelo Paulo Calasans (produtor  é autor dos maiores sucessos de   Djavan).O Vídeo estreia em breve na Platina Line,

     

    Ouça a nova música da cantora :

      
           

     

     

    veja as fotos do Novo Video de Sandra cordeiro:

     

    Desde sempre aprendeu a apreciar música influenciada pelo gosto do pai que lhe abriu as portas para estilos pouco convencionais para a sua idade como Frank Sinatra, Nat King Cole, Bobby McFerrin, entre outros. Aprendeu desde tenra idade a gostar de musicais, desenvolvendo o gosto por dançar desde pequenina.

    Pertenceu a grupos de dança tradicional na rua em que cresceu, na escola primária e, no ensino médio, já imitava cantores internacionais destacando-se nas actividades escolares. Sandra Cordeiro começou a cantar aos 12 anos na Igreja do Carmo como solista e foi, nessa altura, ao cantar o evangelho no altar, que descobriu que queria seguir a carreira de cantora. A sua carreira arranca aos 16 anos com a participação, em 2001, no programa Estrelas ao Palco, onde ficou em 5º lugar com a sua imitação da cantora Anastasia com o tema ‘I’m Outta Love’. A partir daí começou a cantar em bares e restaurantes na companhia de várias bandas nacionais e internacionais como a do música Carlos Lopes, a Banda Clave, com o músico Mário Rui, a banda de Jazz norueguesa Gumbo e muitos outros nomes. Foi participando em vários álbuns de música nacionais dos mais variados estilos até à participação no Festival da Canção de Lac, em 2005, onde conheceu o produtor NinoJazz.

    2006 marca o ano do seu grande salto para o reconhecimento nacional, ano em que começa a coleccionar prémios.  Nesse mesmo ano, Sandra Cordeiro ganha o concurso de voz da Spin, arrecada todos os prémios no prémio Canção de Luanda (Melhor Voz, Melhor Letra e Melhor Interpretação) inclusivé o concurso a nível nacional. Com o apoio de NinoJazz e da Kriativa, lança, em 2008, o álbum de estreia ‘Tata’zambi’ com o qual vence o prémio Revelação e o prémio Criatividade. Com o mesmo trabalho, o reconhecimento internacional chega ao seu nomeada para o Prix Decouverte RFI da Rádio Francesa que destaca a 10 melhores novas vozes de África. Mais do que uma promessa, Sandra Cordeiro é já uma das grandes certezas da música made in Africa.

     

     

     

    Sandra Cordeiro, a princesa do Jazz Angolano, prepara-se para lançar o seu segundo single do seu aguardado álbum de estreia Luandense. O Single escolhido é uma balada  Produzida pelo Paulo Calasans (produtor  é autor dos maiores sucessos de   Djavan).

    O Vídeo estreia em breve e nas próximas semanas a Platina Line, irá dar te oportunidade de ouvir a música e o teaser do Vídeo .

    Desde sempre aprendeu a apreciar música influenciada pelo gosto do pai que lhe abriu as portas para estilos pouco convencionais para a sua idade como Frank Sinatra, Nat King Cole, Bobby McFerrin, entre outros. Aprendeu desde tenra idade a gostar de musicais, desenvolvendo o gosto por dançar desde pequenina.

    Pertenceu a grupos de dança tradicional na rua em que cresceu, na escola primária e, no ensino médio, já imitava cantores internacionais destacando-se nas actividades escolares. Sandra Cordeiro começou a cantar aos 12 anos na Igreja do Carmo como solista e foi, nessa altura, ao cantar o evangelho no altar, que descobriu que queria seguir a carreira de cantora. A sua carreira arranca aos 16 anos com a participação, em 2001, no programa Estrelas ao Palco, onde ficou em 5º lugar com a sua imitação da cantora Anastasia com o tema ‘I’m Outta Love’. A partir daí começou a cantar em bares e restaurantes na companhia de várias bandas nacionais e internacionais como a do música Carlos Lopes, a Banda Clave, com o músico Mário Rui, a banda de Jazz norueguesa Gumbo e muitos outros nomes. Foi participando em vários álbuns de música nacionais dos mais variados estilos até à participação no Festival da Canção de Lac, em 2005, onde conheceu o produtor NinoJazz.

    2006 marca o ano do seu grande salto para o reconhecimento nacional, ano em que começa a coleccionar prémios.  Nesse mesmo ano, Sandra Cordeiro ganha o concurso de voz da Spin, arrecada todos os prémios no prémio Canção de Luanda (Melhor Voz, Melhor Letra e Melhor Interpretação) inclusivé o concurso a nível nacional. Com o apoio de NinoJazz e da Kriativa, lança, em 2008, o álbum de estreia ‘Tata’zambi’ com o qual vence o prémio Revelação e o prémio Criatividade. Com o mesmo trabalho, o reconhecimento internacional chega ao seu nomeada para o Prix Decouverte RFI da Rádio Francesa que destaca a 10 melhores novas vozes de África. Mais do que uma promessa, Sandra Cordeiro é já uma das grandes certezas da música made in Africa.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Divisão de Luanda dará surgimento a uma região Litoral

    A província de Luanda poderá ser dividida em uma região Litoral, com a excepção de Cacuaco, e uma outra que vai comportar os municípios...

    Angola paga USD 176 milhões da sua dívida com FMI

    Cerca de 176 milhões de dólares norte-americanos é o valor que o Governo angolano já pagou ao Fundo Monetário Internacional (FMI) desde 2021 até...

    Feira da saúde Pumangol apoia gratuitamente população carenciada

    No distrito urbano do Benfica Luanda, 21 de Junho de 2024 – A Pumangol arrancou hoje com a Feira de Saúde Anual, que decorre de...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto