Inicio Lifestyle Desporto O Regresso de “Notorious” Conor McGregor

O Regresso de “Notorious” Conor McGregor

O regresso da maior estrela do MMA está a poucos dias de distância. Conor McGregor vai agraciar o octógono pela primeira vez este ano quando rivalizar contra Dustin Poirier pela segunda vez na sua carreira, na atracção principal do UFC 257, na Fight Island de Abu Dhabi.

A luta é pela disputa do cinturão de pesos-leves do UFC, embora a luta seja realmente uma audição para o tão aguardado combate com o campeão Khabib Nurmagomedov, recentemente aposentado, mas que diz que pode mudar de ideias se vir algo especial neste final-de-semana.

O próprio McGregor saiu da aposentadoria para voltar ao jogo duro. Ele refez a sua relação fracturada com o chefe do UFC, Dana White, voltou a comprometer-se com os treinos e colocou a sua conversa “sem valor” num saco preto.

‘Notorious’, cuja única luta no ano passado durou apenas 40 segundos, elogiou Poirier e está notavelmente mais relaxado e descontraído esta semana, muito longe da sua imagem de “bad boy” do desporto.

“Eu gosto do Dustin. Acho que é um bom lutador, um grande lutador. Mas claro, ainda está abaixo de mim. Será OK no Dustin em 60 segundos”, disse o irlandês.

O seu empresário Audie Attar acrescentou: “Este é o melhor Conor que eu já vi e estou com ele há quase uma década. É a força mental, a inteligência emocional, a autoconsciência, o tempo que ele passa com os filhos entre as sessões e o que isso provoca dele.”

“É o reflexo de tudo o que nos aconteceu até agora – o bom, o mau e o feio – tendo um nível de recursos e previsão para entender o que precisamos fazer para alcançar os objectivos que temos agora. Nunca vi o Conor assim.”

McGregor e Poirier conheceram-se em 2014, quando McGregor venceu por KO no primeiro round. Mas os dois lutadores cresceram desde então, obtendo vitórias sólidas e subindo de peso.

Na mesma madrugada de domingo, O UFC 257 terá outro grande confronto dos leves quando Dan Hooker (20-9) enfrentar Michael Chandler (21-5), com este último (um recém-chegado ao UFC após ser contratado da série Bellator, onde foi campeão mundial dos leves) vive na esperança de conseguir uma vitória de afirmação para atrair Nurmagomedov de volta ao octógono.

“Eu quero colocar uma marca no bom e velho wrestling americano. Talvez eu possa convencer Khabib a voltar para uma luta americana contra o russo Sambo [luta] e ver se ele pode me vencer”, disse Chandler.

A acção do MMA e destes dois grandes combates são aquecer a madrugada de sábado para domingo, a partir das 02 horas da manhã, numa transmissão exclusiva de pouco mais de 3 horas, nos canais SuperSport, na DStv.

Noticia realacionada

Leia tambem