Obras do novo aeroporto ficam concluídas em 2020

0
180

As obras de construção do Novo Aeroporto Internacional de Luanda (NAIL) podem estar concluídas em 2020, caso não existam constrangimentos de ordem financeira, informou hoje Rodrigo Januário, director-geral da Mace Group, empresa que fiscaliza os trabalhos.

No que diz respeito à área de movimento, o director-geral da Mace Group, salientou que a pista Norte está com um grau de execução de 66 porcento, a pista Sul com 56 porcento, e a placa central para acesso das aeronaves ao terminal está executada em 58 porcento.

No terminal principal está concluída a estrutura de betão armado e a estrutura metálica da cobertura, assim como a totalidade das fachadas.

Decorrem neste momento trabalhos de instalações eléctricas, ar condicionado e redes de águas e esgotos. O respectivo grau de execução é de 47 porcento.

Bugesera-International-Airport aeroporto

No respeitante ao controlo de tráfego, a torre de controle está executada em 91 porcento, faltando apenas a instalação dos equipamentos de controle aeronáutico.

A construção de Edifício de Controle de Tráfego Aéreo (ATC) está quase concluída e está a processar-se a preparação de instalações de equipamentos. O grau de execução é de 70 porcento.

Rodrigo Januário avançou que está em curso a construção da Estação de Radar de Controle de Tráfego Aéreo e da Estação de Radar de Meteorologia.

Em termos de edifícios auxiliares e instalações de apoio, apontou a Estação de Combustível (construção foi executada em 52 porcento), Edifício dos Órgãos de Inspecção e Segurança (executado em 76 porcento), Subestação Central Eléctrica (construção executada em 96 porcento).

Ainda assim, o NAIL vai contar com Terminal Carga ( construção executada em 23 porcento), Estações Refrigeração (execução na ordem de 45 porcento), projecto de arborização (60 porcento) estando o grau de execução da Estação de Tratamento de Águas residuais em 39 porcento.

Segundo o responsável da Mace Group, o grau de execução global do NAIL está neste momento na ordem dos 60 porcento.

“A conclusão está prevista para o fim do primeiro trimestre 2020, dependendo de possíveis constrangimentos financeiros que, para nós, são impossíveis de prever”, disse.

Capital Humano

Foi desenvolvido um estudo que facilitou a identificação dos postos de trabalho necessários com os respectivos perfis profissionais, para a operação do Novo Aeroporto Internacional de Luanda, com elevados níveis de produtividade e de eficiência.

Com base nele está em execução um plano de acção para o processo de selecção e recrutamento assente num conjunto de técnicas e procedimentos para captar os candidatos potencialmente mais qualificados e capazes de ocupar os diferentes postos de trabalho do NAIL, de forma a responder aos requisitos exigidos no respectivo perfil profissional.
Acrescido a tudo isso, existe ainda um plano formação.

Equipamentos

Vários equipamentos necessários para o NAIL foram encomendados, dentre os quais se destacam os sistemas de navegação aérea, o sistema de observação meteorológica (radar e simulador para instrução). Foram igualmente encomendados equipamentos para acabamento e apetrechamento do terminal, da torre de controle e outras áreas em construção.

Uma vez instalados os equipamentos no NAIL, dará um grau substancial na sua execução.

Visita do PR

Em Outubro do ano passado, o Presidente da República, João Lourenço, efectuou uma visita de constatação às obras do Novo Aeroporto Internacional de Luanda, localizado na comuna do Bom Jesus, no município de Icolo e Bengo.

No local, João Lourenço assistiu ao vídeo de cerca de 17 minutos que ilustra a configuração do projecto, bem como inteirou-se dos níveis de execução física e acessibilidades do NAIL.

O Novo Aeroporto Internacional de Luanda poderá acolher até 15 milhões de passageiros por ano, sendo 10 milhões do tráfego internacional e 5 milhões do nacional.

Quando o novo aeroporto estiver concluído vai permitir que Luanda se torne num ponto de ligação na transportação de passageiros e cargas para a região Central e Austral de África.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments