- Publicidade -

More

    ONG “OTSMA” diz que jovem Moisés que fala 13 línguas contou mentiras 

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    A ONG “O Teu Sorriso é a Minha Alegria” (OTSMA), dirigida pela modelo e apresentadora de televisão, Whitney Shikongo, que acolheu em Maio o jovem que fala 13 línguas, chamado pelo nome de Moisés Freitas, disse em comunicado, nesta Quinta-feira (20), que não vai de acordo com as mentiras ou histórias ocultas contadas pelo jovem quando diz que passa por necessidades básicas.

    Conforme o comunicado, a organização acolheu o jovem em Maio do ano em curso após encontrá-lo a dormir na rua ao pé da administração municipal do Talatona, em Luanda, levando-o a um residencial, dando-lhe assistência alimentar, produtos de higiene e limpeza, calçados e vestuário, e diante das informações passadas pelo mesmo, a organização diz que vai encaminhar o caso às instituições devidas.

    “Tendo o conhecimento de informações não fidedignas e como uma instituição com responsabilidade, não vamos de acordo com mentiras ou histórias ocultas, temos muita estima em ajudar famílias e crianças, atendendo que somos uma instituição particular de solidariedade social, que se rege pela legislação em vigor e pelas disposições dos seus estatutos e regulamentos internos, viemos por esta junto dos nossos parceiros e patrocinadores informar que iremos encaminhar o caso do menino Moisés às instituições devidas, nesta senda não está sob a responsabilidade da ONG”, lê-se.

    No comunicado, a organização faz saber também que Moisés terá contado uma história de que residia na província do Cunene, tal como está num vídeo do jovem, gravado em Maio, disponível na página do Instagram da organização, história esta que levou a organização fazer as buscas naquela província com objectivo de encontrar os seus familiares, porém sem sucesso.

    Entretanto, o Platinaline entrou em contacto com o jovem Moisés Freitas e o mesmo confirmou que desde Maio está sob responsabilidade da ONG, mas para além das necessidades básicas, ele queria um telemóvel para estudar, o que lhe levou a procurar outras formas para conseguir o que queria.

    “Levava comida, levou-me para comprar roupa, mas eu falava na Whitney, tem tempo que eu estava em casa, mas não tinha telefone, não tinha televisão, nem nada, eu queria um telemóvel para entrar na internet e estudar.”, contou.

    Refira-se que Moisés passou a ser conhecido através de um vídeo feito por Fly Squad e posteriormente ter participado do seu podcast onde contou a sua história.

    Por: Nunes Hebo

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Micklate, a grande vencedora do 40º Elite Model Look World Final

    Depois de 5 dias de avaliação intensa para a 40ª edição do mais prestigiado concurso internacional de modelos, em Praga, MICKLATE MACOBOLA triunfou, destacou-se...

    NOSSA Seguros é a primeira seguradora a receber o selo Feito em Angola

    A NOSSA Seguros tem a honra de ser a primeira seguradora a receber o selo "Feito em Angola", uma certificação que reconhece o compromisso...

    BAI apresenta soluções de financiamento às Pequenas e Médias Empresas

    O BAI – Banco Angolano de Investimentos S.A., em parceria com a Associação Industrial de Angola (AIA), realiza em todo o país, durante o...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto