- Publicidade -

More

    Os Melhores da Musica Angolana Serão Conhecidos Nesta Sábado

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Os melhores do Angola Music Awards (AMA) são conhecidos amanhã, a partir das 19h00, no Pavilhão Multiusos do Kilamba, durante uma gala durante a qual Telma Lee e Filho do Zua podem justificar as apostas do público, por serem os que têm mais nomeações entre as 23 em disputa.

    Com várias nomeações cada, os dois jovens talentos da música angolana disputam as categorias de Melhor Álbum, Kizomba, Gueto Zouk e Afro-Jazz/World Music directamente, enquanto a cantora, que se notabilizou no concurso “The Voice”, está ainda nomeada para Melhor Videoclipe, com “Tatuagem”, R&B/Soul, com a canção “Sou teu”, e Melhor Artista Feminina.

    Apesar de ter feito a sua estreia no mercado este ano, com o CD “Tudo ou Nada”, Filho do Zua é a outra atracção da gala. Foi também nomeado para as categorias Revelação e Colaboração, por “Tá Lembido” com participação do rapper angolano Prodígio, radicado em Portugal.

    Depois dos dois, a lista de candidatos é seguida por Dias Rodrigues, a dupla Duc e Niiko e Preto Show, em cinco categorias, Cabo Snoop, em quatro, Eva Rap Diva, Nerú Americano e Noite e Dia, em três, Dodó Miranda, Zona 5, L’Vincy, Nsoki, Mobbers, Nagrelha e os Moikanos, em duas categorias.

    A lista de finalistas inclui outros cantores e produtores de vários géneros, com destaque para Miguel Buila, Mister K, Puto Prata, Jéssica Pitbull, TRX, Anna Joyce, Abiude, Kelly Silva, Teo No Beat, Samuel Beat, Rui Orlando, Extremo Signo & Ready Neutro, Neide Sofia, Instinto Primário, Scró Q Kuia, Vlado Coast, M’vula & Kulas, Tiranuz, Ovelha Negra e Banda Black Soul.
    A música tradicional, que inclui rítmos de várias regiões de Angola, tem como concorrentes Irene Pedro, com “Estamos a passar mal”, Chalo Correia, por “Filho do mundo”, Lemba Kuduro, pela música “Kakehele”, Lil Jainy Chantel e o seu “Malunga Ya Mussono” e Gisela Silva, com “Mutudi”.

    As votações terminaram ontem às 23h59, com excepção da categoria de Música Popular do Ano, cuja votação continua disponível até às 18h00 de hoje, na página do AMA (www.angolama.com).
    Nesta categoria disputam o título as canções “Dona da Favela”, de Duc e Niiko, “A Saia Dela”, de Filho do Zua, “Mulher tem Força”, de Dias Rodrigues e CEF, “Abre o Livro”, de Noite & Dia, “Tatuagem”, de Telma Lee, “5 minutos”, de Kelly Silva, “Waatão”, de Puto Prata, “Uh La La La”, de Mobbers, “Mônica”, de Kyaku Kyadaff e “Zaranza”, de Neru Americano.

    Afastados
    A categoria de Melhor DJ foi anulada pela organização do AMA devido à desorganização dos seus intérpretes, informou, ontem, o director dos prémios ao Jornal de Angola. Daniel Mendes disse ter sido alertado via telefone por alguns DJ conceituados que mostraram as razões para a anulação da categoria.
    “Alguns dos DJ discordaram dos critérios de avaliação e da escolha dos vencedores das edições anteriores e por esse motivo fomos obrigados a eliminar a categoria”, justificou, para recordar que Paulo Alves é o detentor do prémio da última edição e tem já quatro troféus desde a primeira edição do concurso.
    Das 23 categorias em disputa constam as de Artista Masculino, Grupo do Ano, Melhor Afro-House, Rock, Kuduro, Rap/Hip-Hop, Semba, Melhor Produtor, Melhor Artista em Palco, Melhor Artista Digital Altafonte e Melhor Artista Internet.

    Actuações
    Telma Lee, Liriany Castro, Jay Oliver, Diddy-S e Mami Táxi são os artistas confirmados para actuarem na gala, com actuações intercaladas entre as entregas dos troféus. Cada um dos cantores interpreta um tema de sua autoria.
    Com base no guião, Telma Lee canta um dos sucessos do CD “Tatuagem”, lançado este ano. Liriany Castro vai explorar os temas do seu CD de estreia “Menina Mulher”, com lançamento agendado para os dias 19, na Praça da Independência, e 20, na Casa da Juventude, em Viana. Enquanto isso, Jay Oliver, Diddy-S e Mami Táxi interpretam os temas com os quais têm promovido as suas carreiras.

    Notas
    Anselmo Ralph foi o artista mais premiado nas duas primeiras edições do Angola Music Awards, enquanto Yola Semedo foi a da terceira edição. C4 Pedro, Edmázia e Força Suprema são os que mais se destacaram na quarta e na quinta edição. A organização entregou o ano passado o Prémio Carreira a Eduardo Paim e o de Mérito Internacional a C4 Pedro.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Evento com Leandro Karnal em Angola Tem Procura de Ingressos Recorde

    A febre pelo conhecimento e desenvolvimento pessoal dispertou muito interesse dos angolanos> ! O evento CONNECT, que traz o renomado historiador, escritor e professor...

    Pedro Gonçalves chega à marca dos 50 jogos com Palancas Negras

    Por: Helder Lourenço O seleccionador Pedro Gonçalves atingiu a marca dos 50 jogos como timoneiro da selecção nacional de Angola e descreve este marco como...

    Sérgio Moikano revela motivos que o levaram a sair do grupo “Deixaram-me no Zango 8 mil, saí de lá de candongueiro às 3h, só...

    Durante uma entrevista feita, recentemente, no programa 'A Tarde é Nossa', da Tv Zimbo, o kudurista angolano Sérgio Moikano revelou verdadeiramente os motivos que...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto