- Publicidade -
InícioLifestyleTelevisãoOs semifinalistas do “No Limite” estão com tudo!

Os semifinalistas do “No Limite” estão com tudo!

- Publicidade -

Força, pontaria e concentração

Faltam apenas quatro dias para grande final do ‘No Limite’, quando a edição que marca o regresso do primeiro reality show da GLOBO conhecerá o seu grande vencedor. Na próxima terça (27), André, Elana, Jéssica, Zulu, Paula e Viegas irão encontrar-se, ao vivo, com os seus ex companheiros da tribo e, sob o comando do André Marques, poderão relembrar a temporada e assistirem juntos os momentos finais desta edição, gravados na Praia Brava. Mas, desta vez, o público é quem decidirá os rumos do jogo. O grande campeão será definido através da votação popular pelo site do Gshow. Ao final da noite, dos seis semifinalistas, apenas dois irão concorrer ao prémio de R$500 mil. Já fez as suas apostas?
 
Sim, as mulheres do ‘No Limite’ foram bem destacadas ao longo de toda a temporada. Mas, por outro lado, é preciso reconhecer que os homens não ficaram para trás. Cada um à sua maneira e com diferentes habilidades nas provas e no acampamento, André, Zulu e Viegas, os três representantes do grupo masculino na semifinal, tiveram papel essencial nas suas tribos ao longo do reality. 
 
Focado, determinado e dono de muita força física, Zulu destacou-se na Carcará. Treinador de atletas e lutadores, o carioca sabia motivar a tribo nos momentos certos e acabou unir o grupo com os seus discursos antes das provas. Sobre o seu desempenho no jogo, Zulu faz um balanço dos seus melhores momentos: “O último confronto entre as tribos foi a vitória que mais fez-me vibrar. Nós conseguimos abrir uma vantagem e a Calango, sem desistir, quase conseguiu nos vencer. Por pouco, conseguimos. E, logo depois, ainda consegui ganhar a imunidade. A sensação de dever cumprido não tem preço”, revela o jogador que, nessa prova, levantou – sozinho – um dos caixotes usando a força de todo o corpo.
 
Já o Viegas, sempre calmo e acolhedor na convivência, saía do acampamento direito aos desafios do dia com muita garra e concentração. Assim como o Zulu, o músico também participou de momentos decisivos em vitórias pela tribo Carcará, principalmente nas provas de mira, como quando conseguiu vencer, de virada numa disputa com o André, acertando as bolas com correntes na estrutura. “Eu acho que todas as pessoas que tiveram a oportunidade de estar comigo ali no jogo, perceberam o quanto eu sou um indivíduo íntegro, verdadeiro, competitivo, um jogador que chama no peito, decide e resolve. Estou muito feliz com o meu desempenho no jogo. Sem menosprezar ninguém, acho que me sai muito bem o que eu tive a oportunidade de fazer”, conta o semifinalista.
 
Encerrando o grupo masculino na semifinal, André conseguiu ser querido e, ao mesmo tempo, temido por todos. Amoroso, atencioso e muito bom de prova, o seu desempenho era sempre o mais temido pelos Carcarás. Ainda na Calango, chegou a ser eleito como um “líder” do grupo e, logo depois, a tribo conseguiu sair do jejum de cinco derrotas e conquistou as duas provas da semana. “Acabaram elegendo-me dessa forma porque sempre gostei de ajudar quem está por perto e acabei dando ideias que foram úteis. Não me sentia melhor que ninguém por isso, pelo contrário, sentia que tinha mais responsabilidades. Mas foi bem leve, conseguimos essas duas vitórias. Acabou ser uma honra para mim essa oportunidade”, diz ele.
 
O “No Limite” tem direcção artística de LP Simonetti e direcção geral de Angélica Campos, com apresentação de André Marques. O programa vai ao ar, no Globo HD, às terças e aos domingos, após Os “Dias Eram Assim”, às 22 horas e 5 minutos. O reality é mais uma parceria da Globo com a Endemol Shine Brasil, com base no “Survivor”, um formato original de sucesso. 
Pode ainda aceder aos conteúdos Globo em Angola através do Globo HD e Globo On, posições 10 e 72 da ZAP.
 
Foto Divulgação Globo
- Publicidade -spot_img
Mais recentes
Artigos relacionados
- Publicidade -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments