- Publicidade -

Visit arnan.me
More

    "Palancas" sem pontaria para vencer Marrocos

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Angola empatou sem golos com a seleção de Marrocos no segundo jogo do Grupo A, do Campeonato Africano das Nações (CAN), que se disputa na África do Sul. 

    A seleção angolana, conhecida por “Palancas Negras”, entrou a todo o gás no jogo frente a Marrocos. Logo aos três minutos criou a primeira oportunidade de golo. Mingo Bille, de pé esquerdo, colocou à prova o guarda redes marroquino.

    "Palancas" sem pontaria para vencer MarrocosMas pouco depois, Marrocos respondeu e desta vez foi Lamá a evitar o golo. Remate perigoso de El Ahmadi à entrada da área para defesa atenta do guarda redes angolano. O jogo cemeçava aberto e com os jogadores a conseguirem com frequência chegar perto da baliza adversária.

    A partir dos 10′, altura em que Lamá voltou a estar em evidência, Marrocos tomou conta do jogo e Angola só perto do intervalo é que começou a empenhar-se no ataque, especialmente através de Mateus e Geraldo. Apesar das boas incursões dos extremos, Manucho parecia um pouco sozinho na zona central do terreno.

    Do lado marroquino, Assaidi era o homem mais perigoso. Lunguinha tinha dificuldades em parar o extremo esquerdo marroquino, que por diversas vezes tentou o golo, mas sem sucesso.

    O meio campo da vencedora do CAN1976 trocava melhor a bola e Angola tinha na defesa a sua maior preocupação. Apesar do bom ritmo e das oportunidades, as equipas foram com o resultado em branco para os balneários.

    No segundo tempo, Angola mostrou-se determinada em contrariar o que se tinha passado na primeira parte. Logo aos 46′, o guarda redes Lamyaghri saiu em falso a um cruzamento da direita e Guilherme, com tudo para fazer o golo, atirou para fora. Era uma das melhores oportunidades do jogo e a partir daí os “Palancas” ganharam confiança.

    Se no primeiro tempo, o jogo foi controlado por Marrocos, no segundo, o meio campo angolano impôs-se e assim havia mais bola para Manucho e companhia. As boas incursões de Mateus, Geraldo e Guilherme no ataque davam a ideia de que Angola poderia chegar ao golo. Aos 68′, Manucho respondia de cabeça a um canto batido do lado esquerdo, mas a bola teimava em não entrar.

    Com o final da partida a aproximar-se, as equipas mostraram-se mais preocupdadas em não sofrer golo do que em marcar. O técnico de Angola, Gustavo Ferrín, retirou Geraldo do campo aos 81′, para a entrada de Gilberto, e pouco depois Angola levou novamente perigo à baliza de Marrocos. Airosa cruzou do lado direito do ataque angolano, a defesa marroquina “ofereceu” a bola para os pés de Manucho, mas o avançado não conseguiu fazer o golo, que podia ter dado a vitória aos “Palancas”.

    A dois minutos do fim, Manucho voltou a mostar que, com mais pontaria, Angola poderia ter iniciado este CAN com uma vitória, num remate de cabeça bastante perigoso. Mas sábado não era dia de golos e a primeira jornada do Grupo A termina com as seleções todas com um ponto, depois de no outro jogo África do Sul e Cabo Verde também terem empatado a zero.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Angola Chora a Perda do Ícone do Basquetebol, Ângelo Victoriano

    Hoje, sábado, Luanda acorda envolta em tristeza pela partida do antigo capitão da Selecção Nacional de Basquetebol, Ângelo Victoriano, aos 55 anos, vítima de...

    Kwenda Magic estreia talent show nacional “O Caça-Talentos”

    O canal de televisão da DStv Kwenda Magic estreia no próximo dia 14 de abril, um novo programa na sua grelha, um talent show...

    Unitel junta-se ao Programa de Estágio Profissional do INEFOP

    INEFOP e a UNITEL oficializaram a parceria estratégica por via da assinatura do Memorando de Entendimento para a promoção do desenvolvimento profissional dos jovens...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Visit arnan.me

    Mais como isto