Por: Stella Cortêz

“Inspirou-me a fazer música de Angola”

Triste com a morte de Fernando Quental, Paulo Flores, que já partilhou bons instantes musicais com o autor do sucesso “Kandengue”, pronunciou-se a respeito do falecimento do cantor falecido no passado domingo, 22, em Lisboa, vítima de câncer.

“Soube do desaparecimento físico do grande Nando Quental, amigo e uma das vozes que me inspirou a fazer música de Angola, desde o grupo “África Tentação”, que foi a banda que fez o suporte musical dos meus primeiros shows ainda no grupo Kandando”, escreveu o Tio Paulito, na sua conta do Instagram.

O cantor, que no dia 30 de Abril vai disponibilizar o novo álbum “Independência”, ressaltou a voz nostálgica que sempre vai estar viva nos temas “Quando Fui a Benguela”, “Kissange saudade negra”, canções interpretadas individualmente, e mais tarde, já na década de 90, juntamente com Ruca Van-Dúnem, Eduardo Paim e Paulo Flores, Fernando Quental deu voz às composições “Sem Kigila”, “Som de Luanda”, “Vou falar-vos de uma terra linda” e “Kandengue”, sendo este último um dos seus maiores sucessos.

“Canções de toda uma vida, obrigado, irmão. Descansa em paz, aqui vamos continuar a dançar e a emocionarmo-nos com a tua voz ímpar. Os meus mais sentidos pêsames à família enluta