Por: Vídia António

No mês do trabalhador, o Platinaline decidiu homenagear todos os mecânicos. Em entrevista bastante descontraída numa das oficinas localizadas em Luanda, os referidos profissionais falaram um pouco sobre como tem sido o seu dia-a-dia e sobre as dificuldades que enfrentam.

Apesar de ser uma profissão muito cansativa, os mecânicos mostraram-se bastante orgulhosos pelo trabalho que exercem, porque, para muitos deles, é a realização de um grande sonho de infância. “Sempre fui apaixonado por carros! Desde muito novo, lembro-me que, na época, com as poucas condições financeiras que a minha família tinha, os meus pais não conseguiam comprar carros de brinquedos para mim, mas eu inventava e fazia carros de lata para mim e para os meus amigos e arranjava todos os carros sempre que estragassem. Sinto-me feliz por ter realizado o meu sonho e pretendo ter a minha própria oficina futuramente!”, disse o senhor Lito, um dos responsáveis da oficina.

Tio Lito contou ainda ao Platinaline que uma das grandes dificuldades que têm encontrado na sua profissão é a falta de algumas peças para os carros mais caros que entram na oficina e, apesar do pouco salário que ganham, conseguem sustentar as suas famílias.