Professor Viola, mata e enterra as vítimas no seu próprio colégio

0
423

Professor viola, mata e enterra as vítimas no seu próprio colégio

Paixão Paciência é o professor que há mais de 15 anos resolveu abandonar a docência para apostar na carreira de coveiro. Segundo divulgou o Novo Jornal, edição de terça-feira, foi descoberto os restos mortais de uma segunda vítima do docente, de 33 anos de idade, enterrados no mesmo lugar da primeira vítima, neste caso da jovem de 19 anos, Luísa Luama.

No interior do colégio Njozi-Yetu, erguido com o intuito de formar e educar, foi nos últimos anos transformado pelo referido docente, num lugar de sepultara de jovens que aliciava, violava e matava, no bairro Tandi, zona de Caloundo, município de Viana, em Luanda.

De acordo ao Novo Jornal, o docente agora acusado de crimes de violação sexual, coacção sexual, profanação de cadáver e duplo homicídio qualificado no interior do colégio, enterrou as suas jovens no mesmo buraco, uma em baixo da outra, todavia, as autoridades só agora deram conta do sucedido, pois quando desenterram do primeiro caso datado de Fevereiro, os especialistas do Laboratório Central de Criminalística não suspeitaram e nem se aperceberam da existência de outra vítima.

A descoberta das ossadas da jovem, de 23 anos, estudante universitária desaparecida desde Agosto do ano passado, cuja identificação foi possível devido ao reconhecimento das roupas no local, foi graças a uma investigação feita pelo SIC no local usado para a execução dos crimes do homicida confesso, que mantinha contacto com as vítimas pelas redes sociais, especificamente o Facebook, e já se encontra em prisão preventiva, medida de coacção mais gravosa, desde o mês de Fevereiro.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments