- Publicidade -

More

    Programa de Miguel Neto é um Modelo de promoção mediática da Violência Diz CNCS

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    O Conselho Nacional de Comunicação Social (CNCS) esteve reunido em Luanda a 28 de Março de 2014 em mais uma sessão plenária ordinária, identificou que o programa do Radialista Miguel Neto RC que é transmitido aos fins-de-semana na LAC, como sendo um paradigma desta promoção mediática da violência no seio da juventude a coberto de uma determinada e conhecida subcultura musical. O Conselho decidiu elogiar a TV Zimbo pelo regresso à sua grelha inicial de 2008 ao nível da programação informativa, com destaque para a retomada do debate contraditório com o envolvimento directo dos protagonistas da nossa vida político-partidária. Leia na integra as deliberações :

     

    RCmiguelneto.jpg

    Deliberação

    O Conselho Nacional de Comunicação Social (CNCS) esteve reunido em Luanda a 28 de Março de 2014 em mais uma sessão plenária ordinária, tendo deliberado o seguinte:

    1. Considerar preocupante a forma pouco recomendável, do ponto de vista dos limites legais e éticos existentes, como estão a ser utilizados e geridos alguns espaços mediáticos na rádio e na televisão, onde se faz claramente a promoção da violência juvenil sob os mais diferentes pretextos.

    2. Por razões óbvias, tais intervenções têm-se revelado perniciosas para a edificação de uma sociedade mais serena e equilibrada, sobretudo pelo impacto desagregador que as suas mensagens têm sobre a juventude que é a camada mais vulnerável a este tipo de linguagem, desafios e incentivos.

    3.Pelo seu desempenho no mês em análise, o Conselho Nacional de Comunicação Social identificou o programa RC que é transmitido aos fins-de-semana na LAC, como sendo um paradigma desta promoção mediática da violência no seio da juventude a coberto de uma determinada e conhecida subcultura musical.

    4. O Conselho decidiu elogiar a TV Zimbo pelo regresso à sua grelha inicial de 2008 ao nível da programação informativa, com destaque para a retomada do debate contraditório com o envolvimento directo dos protagonistas da nossa vida político-partidária.

    5. A plenária entende que ao nível da televisão esta era a principal lacuna que faltava cobrir com a necessária regularidade e abrangência, para termos uma comunicação social mais a altura dos desafios do processo democrático, no âmbito do qual a presença dos representantes das forças partidárias legitimadas pelas eleições é insubstituível.

    Esta deliberação foi aprovada em sessão plenária ordinária do Conselho Nacional de Comunicação Social, que contou com a presença dos Conselheiros:

    António Correia de Azevedo – Presidente
    Manuel Teixeira Correia – Vice-Presidente
    Mbuta Manuel Eduardo
    Francisco Alexandre Cristóvão da Silva
    Armando Garcia Benguela
    Narciso de Almeida Pompílio
    António Pedro Cangombe
    Oliveira Epalanga Ngolo
    Armando Chicuta Calumbi
    Sebastião Roberto de Almeida da Conceição
    Reginaldo Telmo Augusto da Silva
    Lucília de Oliveira Palma Gouveia

    CONSELHO NACIONAL DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, em Luanda, aos 28 de Março de 2014. –
    O PRESIDENTE
    António Correia de Azevedo

     

     

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Supermercado O Patriota Realiza Primeira Edição do Projeto Social ‘Sopa Solidária Patriótica’ e Distribui 100 Cestas Básicas”

    O supermercado "O Patriota", anteriormente conhecido como Supermercado BIG ONE Patriota, demonstrou um exemplo inspirador de solidariedade ao realizar a primeira edição do projeto...

    Casal presidencial passeia pelas dunas do Parque Nacional do Iona

         O Presidente da República andou de moto nas dunas do Parque Nacional do Iona. Um momento de descontracção com o qual lançou um...

    TAAG põe fim a acordo com Hi-Fly e volta a assegurar na totalidade voos Luanda-Lisboa

    No seguimento do plano de manutenção e recuperação da frota e, no sentido de responder melhor às necessidades do mercado e a estratégia de...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto