- Publicidade -

More

    Raça Negra celebra 30 anos de carreira em Angola

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    IMG_1308.jpgVenha recordar bons momentos vividos ao som de Raça Negra. A banda brasileira aceitou o convite da Life is Music para regressar a Angola, onde fizeram história na cidade de Luanda reunindo mais de 80.000 pessoas no Estádio da Cidadela, com um show que durou mais de quatro horas, deixando um rasto de saudade no nosso povo.

    Há 30 anos, foram os responsáveis pela criação de um estilo de Samba carregado de romantismo, que gerou um fenómeno dentro do cenário da música popular brasileira. As letras contam histórias e são quase hinos de uma geração.

    Para comemorar as três décadas de sucesso, a Life is Music não quis deixar de assinalar a data, convidando Luiz Carlos e os seus companheiros, a regressarem a Luanda e deixarem a sua marca incontestável, que perdura até aos dias de hoje.

    Os espectáculos realizam-se nos dias 23 de Maio, em Luanda, no Centro de Convencões de Talatona (CCTA) e no dia 24 de Maio, em Benguela, no Cine Kalunga, onde as primeiras partes estarão asseguradas pelos artistas nacionais Euclides da Lomba (em Luanda) e Yola Semedo (em Benguela).

    A Platina Line, conversou com Luis Carlos o Vocalista da banda e  ficamos a saber um pouco mais da banda que já embalou muitos romances   em Angola

    Como líder de uma das melhores banda brasileira, quais são as suas inspirações

    Tenho vários ídolos que me inspiram, mas não posso deixar de citar o Tim Maia, Roberto Carlos, Martinho da Vila entre outros..

    Com quantos anos começou a cantar?

     

    unnamed_5.jpg

    Comecei muito cedo, mas profissionalmente foi com 22 anos de idade.

    Visto que começou a trabalhar muito cedo para sustentar esse sonho ligado a música, como os seus pais encararam essa decisão?

    Infelizmente meu pai já era falecido, mas, minha mãe sempre me apoiou em todas as decisões que fiz na minha vida.

    Com 30 anos de carreira, quais foram as maiores dificuldades?

    No início da carreira. Na época existia muita rejeição com o samba, mas com força e determinação conseguimos superar.

    Se não fosse cantor, o que gostaria de ser?

    Jornalista

     

    IMG_0777.jpg

    Como sente-se sabendo que sobreviveu de um acidente?

    Renovado, sentimento de uma nova oportunidade que DEUS me deu em continuar levando alegria aos meus fãs, através de nossas canções

    Este acidente mudou alguma coisa em sua carreira artística?

    Não, continuamos a todo vapor… mas para a vida, enxerguei que precisamos viver intensamente todos os momentos.

    Tem algum cantor, fazedor do mesmo estilo o qual admira o seu trabalho? Quem?

    Tenho vários graças a Deus, através do nosso trabalho conseguimos ser espelho para muitos cantores, um deles seria Alexandre Pires.

    Qual é o país o qual gostaria muito de visitar, e actuar?

    Além dos que já estivemos, visitaria França.

    Qual foi o melhor momento de sua carreira?

    Seria injusto citar apenas um, são muitas as recordações. Mas comemorar 30 anos de carreira é um momento único.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Benvindo Magalhães descarta possibilidade de algum dia apresentar Telejornal: “Nunca”

    Por: Sara Rodrigues O apresentador de TV e locutor de rádio Benvindo Magalhães deixou claro em entrevista ao Platinaline que jamais, na história da televisão...

    4ª edição do Unitel Estrelas ao Palco será emitida às quintas-feiras

    Por: Sérgio Flávio Fotos: Rosário Duarte Foi realizada hoje (28), nas instalações do canal ZAP Viva, uma conferência de imprensa para divulgar detalhes sobre a...

    De vencedor a membro da mesa de jurados: O brilhante percurso de Anderson Mário no Unitel Estrelas ao Palco

    Por: Sérgio Flávio Vencedor da primeira edição do concurso Unitel Estrelas ao Palco, Anderson Mário é um dos poucos concorrentes de projetos do gênero que...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto