- Publicidade -

More

    Ricardo Pereira dá vida ao personagem Coronel Tolentino na novela Liberdade Liberdade

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Por: Iraneth da Cruz
     
    Ricardo da Silva Tavares Pereira estreou como actor em 2000, na peça “Real Caçada ao Sol” de Peter Shaffer no Teatro Nacional D. Maria II. De seguida, trabalhou com Maria Emília Correia, encenadora que o dirigiu em “Menino ao Coloˮ de Armando Silva Carvalho, no Teatro da Trindade em 2002. Ainda neste ano, alcançou reconhecimento a nível nacional com projectos televisivos como “Saber Amarˮ e “Bairro da Fonteˮ.
     
    Em 2004, Pereira teve o seu primeiro protagonismo numa telenovela da Rede Globo; “Como uma Onda”. Em 2006, integrou o elenco de “Jura”, novela da SIC, e “Pé na Jaca”, da Rede Globo. O seu terceiro trabalho para a Rede Globo foi João, em 2008, na novela “Negócio da China”, ao qual se seguiu a novela “Toma Lá Dá Cá”. A partir de 2008, Ricardo começou a apresentar o Episódio Especial, um programa semanal na TV portuguesa SIC, que retrata e fala sobre a ficção brasileira, principalmente as novelas da Rede Globo que são transmitidas em Portugal.
     
    No cinema, Ricardo teve o seu primeiro papel em “Um Homem não é um Gato”, produzido pela SIC. No seu percurso, salientaram-se os filmes O Milagre Segundo Salomé, O Crime do Padre Amaro, Viúva Rica Solteira Não Fica, Amália, Mistérios de Lisboa, e Cadencies Obstinée.
     
    Em 2009, protagonizou Perfeito Coração na SIC, retornando a Rede Globo no ano seguinte em “Insensato Coração”, ao mesmo tempo em que interpretava Hélio, em “Laços de Sangue”, na SIC.
     
    No ano de 2015, Ricardo Pereira integrou o elenco de vários projectos cinematográficos, como “Cosmos, Meu Passado Me Condena 2, Amor Impossível e Cartas da Guerra”. Ainda em 2015, protagonizou “Mar Salgado”, uma co-produção entre SIC e Rede Globo, e regressou aos ecrãs brasileiros no final de Agosto com a novela da Globo, “A Regra do Jogo”.
     
    Em entrevista ao Platina Line, o actor explicou que o mais desafiante e trabalhoso é fazer novelas de época, porque recriamos uma história envolvemo-nos num período que pode ter acontecido ou não..
     
    O personagem Coronel Tolentino é uma pessoa muito má na história e faz um trabalho sujo, mas no desenrolar da história acaba por se aproximar ao André que passa a lhe mostrar um outro lado da vida que talvez lhe pudesse amolecer o coração.
    ricardo_1.jpgricardo_pereira.jpg
    Share this
    Tags

    A Bombar

    “Mulher detida em Luanda após acumular dívida milionária em hotel de luxo

    Uma mulher de 36 anos assumiu uma identidade falsa de empresária e se hospedou em um hotel de luxo na região do litoral sul...

    “SIC desmantela rede de falsificação de dólares provenientes da RDC em Angola”

    O Serviço de Investigação Criminal (SIC) desmantelou uma rede de indivíduos angolanos que colaboravam com estrangeiros para introduzir dólares falsificados no país, provenientes da...

    Pinóquio: A Verdadeira História” traz emoção e diversão a 31 de Maio no ZAP Cinemas

    Luanda, 23 de Maio de 2024 – A emocionante estreia de "Pinóquio, a História Verdadeira" no ZAP Cinemas traz uma nova e divertida abordagem...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto