Riquinho desafia promotores de eventos a realizarem actividades culturais sem receber patrocínios

0
115

“Os promotores que temos andam todos nas saias dos patrocinadores”

Por: Hélio Cristóvão

Considerado por si mesmo o maior promotor de espectáculos do mundo, com mais de 40 anos de actividade e inúmeros projectos de grande relevância no país, o empresário Henrique Manuel, conhecido por Riquinho, marcou presença no programa Showbiz Talk, da PLATINA FM (96.8), e dentre vários assuntos abordados falou sobre o actual mercado do entretenimento em Angola e a razão de trazer à ribalta a Casa Blanca, depois de alguns anos de interregno.

Riquinho começou por dizer que nenhum promotor de eventos da actualidade tem sido capaz de produzir espectáculos sem recorrer a patrocínios, usando apenas financiamento bancário.

“Se não houver patrocinadores, os promotores aqui não existem, ninguém cria, ninguém arrisca do seu próprio bolso, ninguém usa a marca. Os promotores que temos, com todo o respeito que tenho por eles, andam todos nas saias dos patrocinadores, sem patrocínios não fazem nada. Sou o único promotor de eventos neste país que conseguiu e ainda consegue fazer espectáculos sem patrocínios, apenas usando a marca.”

Com uma história de projectos e eventos, que durante muitos anos serviram de apoio institucional, o empresário deixou claro que durante os seus 40 anos de actividade o Estado angolano nunca lhe pagou nada para os seus serviços prestados. “Eu endividei-me para fazer projectos para o Estado, para salvar o Estado, eu endividei-me para salvar o Afrobasket financiado por mim”, disse.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments