- Publicidade -

More

    Rosa Roque vence Prémio Nacional de Cultura e Artes na música

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    A mentora do agrupamento Gingas do Maculusso, Rosa Roque, venceu o Prémio Nacional de Cultura e Artes (PNCA), 2020, na categoria de música.

    Segundo o júri do prémio promovido pelo Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, presidido por José Octávio Serra Van-Dúnem, originária de Malanje, Rosa Roque é uma compositora de pena fina que recria a história, diversos aspectos costumistas, o jogo – no sentido de brincadeira, de gozo e de chacota – entre a razão, a memória musical e a reflexão estética, mas, sobretudo, como uma festa do canto, da música e da dança.

    A trajectória musical de Rosa Roque, lê-se na nota explicativa, navega constantemente entre a herança do folclore e a música urbana, entre o português e o Kimbundu, entre vários tipos de ritmos e universos sonoros calibrados nas Áfricas francofóna e anglofóna que a tornaram, por mérito próprio, na professora que ajudou a revolucionar a música angolana dos últimos trinta anos.

    Matan’yadi Norberto distinguido no TeatroGrupo Kalofulofo Wino wa Matemba vence PNCACentro de Estudos da UCAN distinguido com PNCAJoão Maimona vence PNCA em literaturaSarah Maldoror vence prémio em cinema e áudio visuaisPaulo Kapela consagrado nas artes plásticas
    “Coração, a alma, a ambição e pragmatismo foram os instrumentos que Rosa Ermelinda Roque Pegado utilizou de modo constante e sereno, permitindo a concretização do Projecto Avilupa Kuimbila e do agrupamento musical As Gingas do Maculusso, tendo ambos funcionado como uma escola para inúmeros artistas e cantores angolanos”, reforça o júri.

    Rosa Ermelinda Roque dos Santos nasceu a 4 de Março de 1953 na província de Malanje. Conta com distinções e reconhecimentos pelo seu trabalho, destacando-se o Diploma de Mérito Nacional para a Música; Diploma Baluarte da Música Angolana da União dos Artistas e Compositores Angolanos e a Distinção de Mérito da província de Malange.

    O PNCA é a mais importante distinção do Estado Angolano neste sector, tendo como principal objectivo incentivar a criação artística e cultural, bem como a investigação científica no domínio das ciências humanas e sociais.

    É atribuído nas categorias de literatura, artes plásticas, dança, música, teatro, cinema e audiovisuais, investigação em ciências humanas e sociais, festividades culturais populares e jornalismo cultural.

    O prémio constitui uma homenagem e incentivo ao génio criador dos angolanos, de modo a perpetuar entre os cidadãos ideias tendentes à compreensão das múltiplas formas de criação artística e diversidade das manifestações linguísticas e culturais do povo e da Nação.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Nelo Jazz lamenta falta de programas educativos na TV: “Não há nenhum programa de educação”

    O veterano ator Nelo Jazz, conhecido pela sua inesquecível interpretação como Papá Ngulo, lamentou recentemente a ausência de programas educativos na televisão, especialmente no...

    Desconhecimento do limite de 16 km para pagamento de 200 Kz nos táxis gera controvérsia entre taxistas e passageiros

    Por: Ernesto Jaime  A recente decisão do Ministério dos Transportes de ajustar a tarifa dos táxis para 200 Kwanzas para um limite de 16 km...

    Dog Murras reflecte sobre nova estratégia de marketing de artistas: “… nossa sociedade está doente”

    Por: Nunes Hebo A tendência de alguns artistas criarem situações antes do lançamento de um projecto parece estar longe de terminar, pois, na medida que...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto