Sabia que apenas seis mulheres negras já foram Miss Universo? Leila Lopes é uma delas!

0
210

Por Edueni António

 

No mês de Fevereiro, em que é celebrado anualmente o mês da História Afro-Americana em muitos países do mundo, nada melhor que lembrar quem são as seis mulheres negras que em 42 anos lutaram pelo título de mulher mais bela do universo e conquistaram a tão desejada coroa.

Na 26.ª edição do Miss Universo, a 11 de julho de 1977, Janelle Commissiong, de Trinidad Tobago, foi a primeira mulher negra a ser eleita Miss Universo na República Dominicana, emigrou para os Estados Unidos quando mais nova e retornou aos 23 anos. Actualmente é casada e uma mulher de negócios. Em 2012 foi Vice-presidente de uma empresa de turismo, e em 2015 foi nomeada em uma outra empresa mais importante do seu pais.

Em 1995 foi a 44ª edição na Namíbia, a falecida americana Chelsi Smith tornou-se a segunda mulher a ser coroada Miss Universo e também a primeira norte-americana a ser eleita, derrotando 81 candidatas, após entregar a coroa seguiu uma vida de actriz e modelo e de seguida lançou o seu primeiro single “Dom da da”. Em 2017 foi diagnosticada com câncer e aos 45 anos em 2018 acabou por morrer.

Wendy Fitzwilliam foi eleita na 47ª edição nos Estados Unidos, em Havaí a terceira mulher negra a ser eleita Miss Universo e a segunda do seu país. Wendy também foi embaixadora das nações unidas na lutra contra o HIV e ajudava na educação das crianças desfavorecidas, e em 2000 lançou uma música Jazz e foi admitida em um bar, a seguir foi Vice-presidente em uma empresa de tecnologia e continuou a trabalhar na educação e foi também denominada Embaixadora da Cruz Vermelha nas caraíbas.

Em 1999 Mpule Kwelagobe do Botswana foi a única que foi coroada igualmente por outra mulher negra em Trinidad e Tobago, tentou antes no Miss Mundo em 1997 do seu pais e ficou na segunda colocação, formou-se em economia internacional e tornou-se também embaixadora das Nações Unidas.

Após inúmeras tentativas de Angola no referido concurso internacional em 12 de Setembro de 2011, Leila Lopes conseguiu trazer ao seu país a primeira coroa universal, realizado no Brasil, São Paulo, com um total de 89 candidatas. Esta foi a segunda edição com o maior número de participantes na história do concurso, e ainda foi a miss com mais países visitados durante o seu reinado, no total de 23. Foi também embaixadora das Nações Unidas, e actualmente estuda relações internacionais com politica, é empresaria e casada com ex-jogador de futebol americano Osi Umenyora, pais de Lucas Igwe e mais um caminho.

Por fim, a sul-africana Zozibini Tunzi, eleita pela filipina Catriona Gray, nos Estados Unidos, na região sul de atlanta, sendo assim a primeira mulher de corte a ser coroada Miss Universo.

De lembrar que Tunzi ultrapassou Leila Lopes no tempo de reinado com 525 dias, um ano e cinco meses e oito dias, actualmente trabalha como modelo na África do Sul.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments