- Publicidade -

More

    Sarissari sobre a onda de assaltos falou: “Se não tivesse o que comer e a minha filha tivesse entre a vida e a morte, se calhar faria pior”

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Durante a conversa mantida com Hélio Cristóvão, no programa “ShowbizTalk” da Platina FM, Sarissari deu o seu parecer sobre os frequentes assaltos na capital do país, e para o artista, a fome e a pobreza estão na base deste fenómeno.
    Sarissari garantiu que não pensaria duas vezes se estivesse na pele de quem é obrigado a envergar pela criminalidade para ter alguma coisa para o seu sustento.
    “Se tu não tens o que comer, não tens uma ocupação ou um ganha-pão, tu vais agarrar na pistola, vais para rua e tentar fazer mal às pessoas para levar alguma coisa para casa”, começou por dizer.
    Questionado se a fome deve servir de justificativa para alguém tirar o que não lhe pertence, Sarissari foi categórico ao responder: “Se não tivesse o que comer e a minha filha estivesse entre a vida e a morte, e não tivesse onde pedir ajuda, se calhar faria pior para salvar a minha filha e pôr alguma coisa na barriga dos meus.”
    Para o C.E.O da Hey Hey Heyyy, as pessoas criticam porque não passam por situações difíceis. O cantor defende a ideia de que os jovens devem ser ocupados com alguma coisa útil e positiva para que o número de criminalidade possa diminuir, e que a aposta no desporto e educação desempenha um papel importante neste quesito.
    Por: Sérgio Flávio
    Share this
    Tags

    A Bombar

    “Caminhada do Amor” promove diálogo inteligente para centenas de casais na Baía de Luanda

    A Igreja do Reino de Deus promoveu, na manhã deste Sábado (20), a caminhada do amor, com o propósito de fomentar o diálogo e...

    Falta de apoio governamental provoca assaltos no Campeonato de MMA em Benguela

    Por: Helder Lourenço A Federação Angolana de Artes Marciais Mistas (FAMMA) expressou profundo descontentamento devido à falta de apoio do Governo Provincial de Benguela durante...

    336 mil kz será o salário mínimo dos docentes universitários de acordo decreto assinado pelo Presidente da República

    Por: Liliana Victor De acordo com uma nota divulgada, nesta sexta-feira (19), nas páginas oficiais da Presidência da República, o Presidente da República João Lourenço...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto