- Publicidade -

More

    Silk Sonic, Olivia Rodrigo e Jon Batiste marcaram noite dos Grammy

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Apesar de adiado uma vez, os Grammy voltaram este ano. Na última madrugada, a 64º cerimónia celebrou a música, distinguiu Silk Sonic, Olivia Rodrigo e Jon Batiste, homenageou Taylor Hawkins e ainda teve uma mensagem do presidente ucraniano.
    Diretamente de Las Vegas, a primeira parte foi apresentada por Levar Burton e revelou os vencedores de alguns prémios como: a Melhor Música de R&B (Leave The Door Open de Silk Sonic ) a Melhor Atuação Pop (Drivers license de Olivia Rodrigo) ou Melhor Álbum de Rap (Call Me If You Get Lost de Tyler the Creator).
    Embora nenhum membro da banda estivesse presente, os Foo Fighters ganharam três Grammy: Melhor Álbum de Rock (Medicine At Midnight), Melhor Canção de Rock (Waiting On War) e Melhor Atuação de Rock ( Making A Fire), tornando-os uma das bandas mais premiadas da história. Ninguém tinha ganho o Melhor Álbum de Rock mais do que duas vezes, sendo que os Foo Fighter ganharam pela quinta vez.
    Durante os prémios fez-se uma homenagem a Taylor Hawkins, através de um pequeno vídeo com imagens do baterista dos Foo Fighters que morreu a 25 de março aos 50 anos. Fez-se ainda um tributo a todos os que fazem parte da indústria musical e morreram este ano. Depois, seguiu-se uma atuação com Cynthia Erivo, Leslie Odom Jr., Ben Platt e Rachel Zegler, que cantaram Not a Day Goes By e Send in the Clowns.
    Trevor Noah voltou a ser o apresentador da 64º edição dos Grammy pelo seu segundo ano consecutivo. “Um apresentador tão simpático, que o trouxemos duas vezes! Vamos ao nosso rei da comédia!” lê-se no tweet da conta oficial da academia.
    A verdadeira cerimónia começou com a atuação do duo Silk Sonic, um dos grandes premiados da noite. A música Leave the Door Open do duo ganhou as quatro categorias para as quais estavam nomeados: Gravação do Ano, Música do Ano, Melhor Música de R&B e Melhor Atuação de R&B. O cantor Bruno Mars, que faz parte dos Silk Sonic, é o segundo artista na história dos Grammy a vencer o prémio Gravação do Ano pela terceira vez. “Nós estamos a tentar permanecer humildes a este ponto.” disse Anderson Paak entre risos, durante o discurso do prémio Gravação do Ano.
    Olivia Rodrigo atuou Drivers License. Começou a atuação sentada ao volante de Mercedes branco e o palco recreava uma rua de bairro típico norte-americano durante a noite. A jovem de 19 anos foi a terceira artista mais nova a receber o Melhor Artista Revelação. E este ano levou mais dois Grammy para casa (Melhor Atuação Pop e Melhor Álbum Pop).
    Tony Bennett e Lady Gaga ganharam o Melhor Álbum tradicional de Pop com a música Love for Sale, sendo a 14º vitória do artista nesta categoria. Tony Bennett não esteve presente na cerimónia mas foi possível ver Lady Gaga atuar num registo diferente do que estamos habituados com Love for sale e Do I love you com banda e imagens de Tony Bennett.
    A banda sul-coreana, BTS, levou para o palco uma versão da música Butter com a temática de agente secretos, mais propriamente James Bond e Missão Impossível. Entre cartas, lasers e coreografia com casacos, incluíram também uma pequena interação com Olivia Rodrigo e uma versão alargada da coreografia.
    Houve também espaço para um tributo aos que morreram na guerra da Ucrânia. O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky apelou, através de um vídeo pré-gravado, para todos continuarem a apoiar a Ucrânia e mencionou também que os cantores ucranianos passaram agora a cantar em hospitais. “Os nossos músicos vestem armadura, em vez de fatos. Eles cantam para os feridos nos hospitais.”
    Saiba quais foram os vencedores da 64ª cerimônia do Grammy Awards 2022:
    Veja a lista dos vencedores na maior premiação da música da indústria fonográfica do mundo.
    Álbum do ano
    “We Are” – Jon Batiste
    Indicados:
    “Love For Sale” – Tony Bennett & Lady Gaga
    “Justice (Triple Chucks Deluxe)” – Justin Bieber
    “Planet Her (Deluxe)” – Doja Cat
    “Happier Than Ever” – Billie Eilish
    “Back Of My Mind” – H.E.R.
    “Montero” – Lil Nas X
    “Sour” – Olivia Rodrigo
    “Evermore” – Taylor Swift
    “Donda” – Kanye West
    Gravação do ano
    “Leave The Door Open” – Silk Sonic
    Indicados:
    “I Still Have Faith In You” – ABBA
    “Freedom” – Jon Batiste
    “I Get A Kick Out Of You” – Tony Bennett & Lady Gaga
    “Peaches” – Justin Bieber com Daniel Caesar & Giveon
    “Right On Time” – Brandi Carlile
    “Kiss Me More” – Doja Cat e SZA
    “Happier Than Ever” – Billie Eilish
    “Montero (Call Me By Your Name)” – Lil Nas X
    “Drivers license” – Olivia Rodrigo
    Artista revelação
    Olivia Rodrigo
    Indicados:
    Arooj Aftab
    Jimmie Allen
    Baby Keem
    FINNEAS
    Glass Animals
    Japanese Breakfast
    The Kid LAROI
    Arlo Parks
    Saweetie
    Canção do ano
    “Leave The Door Open” – Silk Sonic
    Indicados:
    “Bad Habits” – Ed Sheeran
    “A Beautiful Noise” – Alicia Keys & Brandi Carlile
    “Drivers license” – Olivia Rodrigo
    “Fight For You” – H.E.R.
    “Happier Than Ever” – Billie Eilish
    “Kiss Me More” – Doja Cat e SZA
    “Montero (Call Me By Your Name)” – Lil Nas X
    “Peaches” – Justin Bieber com Daniel Caesar & Giveon
    “Right On Time” – Brandi Carlile
    Melhor performance solo pop
    “Drivers License” – Olivia Rodrigo
    Indicados:
    “Anyone” – Justin Bieber
    “Right On Time” – Brandi Carlile
    “Happier Than Ever” – Billie Eilish
    “Positions” – Ariana Grande
    Melhor performance em grupo ou dupla de pop
    “Kiss Me More” – Doja Cat com SZA
    Indicados:
    “I Get A Kick Out Of You” – Tony Bennett & Lady Gaga
    “Lonely” – Justin Bieber & Benny Blanco
    “Butter” – BTS
    “Higher Power” – Coldplay
    Melhor álbum vocal de pop
    “Sour” – Olivia Rodrigo
    Indicados:
    “Justice (Triple Chucks Deluxe)” – Justin Bieber
    “Planet Her (Deluxe)” – Doja Cat
    “Happier Than Ever” – Billie Eilish
    “Positions” – Ariana Grande
    Melhor álbum de R&B
    “Heaux Tales” – Jazmine Sullivan
    Indicados:
    “Temporary Highs In The Violet Skies” – Snoh Aalegra
    “We Are” – Jon Batiste
    “Gold-Diggers Sound” – Leon Bridges
    “Back Of My Mind” – H.E.R.
    Melhor música de rap
    “Jail” – Kanye West com participação de JAY-Z
    Indicados:
    “Bath Salts” – DMX com participação de JAY-Z and Nas
    “Best Friend” – Saweetie com Doja Cat
    “Family Ties” – Baby Keem com Kendrick Lamar
    “M Y .L I F E” – J. Cole com 21 Savage and Morray
    Melhor performance de rap
    “Family Ties” – Baby Keem com Kendrick Lamar
    Indicados:
    “Up” – Cardi B
    “M Y .L I F E” – J. Cole com participação de 21 Savage e Morray
    “Thot Shit” – Megan Thee Stallion
    Melhor álbum country
    “Starting Over” – Chris Stapleton
    Indicados:
    “Skeletons” – Brothers Osborne
    “Remember Her Name” – Mickey Guyton
    “The Marfa Tapes” – Miranda Lambert, Jon Randall e Jack Ingram
    “The Ballad of Dood & Juanita” – Sturgill Simpson
    Categorias anunciadas antes da premiação
    Melhor álbum vocal tradicional de pop
    “Love For Sale” – Tony Bennett & Lady Gaga
    Melhor performance de rock
    “Making A Fire” – Foo Fighters
    Melhor performance de heavy metal
    “The Alien” – Dream Theater
    Melhor música de rock
    “Waiting On A War” – Foo Fighters

     

    Melhor álbum de rock
    “Medicine At Midnight” – Foo Fighters
    Melhor álbum alternativo
    “Daddy’s Home” – St. Vincent
    Melhor performance de R&B
    “Leave The Door Open” – Silk Sonic e “Pick Up Your Feelings” – Jazmine Sullivan
    Melhor performance de R&B tradicional
    “Fight For You” – H.E.R.
    Melhor música de R&B
    “Leave The Door Open” – Silk Sonic
    Melhor álbum de R&B progressivo
    “Table For Two” – Lucky Daye
    Melhor álbum de rap
    “Call Me If You Get Lost” — Tyler, the Creator
    Melhor performance de rap melódico
    “Hurricane” Kanye West com participação do The Weekend e Lil Baby
    Melhor gravação dance/eletrônica
    “Alive” – Rufus du Sol
    Melhor álbum de dance/eletrônica
    “Subconsciously” — Black Coffee
    Melhor álbum de folk
    “They’re Calling Me Home” — Rhiannon Giddens com Francesco Turrisi
    Melhor álbum de jazz latino
    “Mirror mirror” – Eliane Elias com Chick Correa e Chucho Valdés
    Melhor álbum de pop latino
    Mis Amores – Paula Arenas e Mendó – Alex Cuba
    Melhor álbum de música urbana
    “El Último Tour Del Mundo” — Bad Bunny

    Melhor música country

    “Cold” — Chris Stapleton
    Produtor do ano, não clássico
    Jack Antonoff
    Melhor clipe
    “Freedom” — Jon Batiste
    Melhor filme musical
    “Summer of Soul” — Vários
    Melhor trilha sonora
    “The Queen’s Gambit” — Carlos Rafael Rivera
    Share this
    Tags

    A Bombar

    BAI apresenta soluções de financiamento às Pequenas e Médias Empresas

    O BAI – Banco Angolano de Investimentos S.A., em parceria com a Associação Industrial de Angola (AIA), realiza em todo o país, durante o...

    Cle Entertainment e Erque Chabango Rent Car Unem Forças para Apoiar a Cultura e Juventude Angolana

    Nesta segunda-feira, duas das maiores empresas em seus respectivos setores em Angola anunciaram uma importante parceria com foco no apoio à cultura e juventude...

    Hélio Taveira reconhece crescimento profissional da ex-companheira de programa “Stela de Carvalho”

    Por: Nunes Hebo Ausente dos holofotes há alguns anos, o ex-apresentador do programa “Viva a Tarde”, do canal Zap Viva, Hélio Taveira, reconheceu, recentemente no...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto