- Publicidade -

More

    Sindika Dokolo galardoado com Medalha de Mérito Municipal-Grau Ouro da cidade do Porto

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

     

    O presidente da Fundação Sindika Dokolo foi galardoado, na cidade do Porto (Portugal), com a Medalha de Mérito Municipal – Grau Ouro.

    O acto, que foi orientado pelo presidente da câmara municipal do Porto, Rui Moreira, aconteceu à margem da inauguração da exposição internacional “You love me, You love me not”, que resulta de uma cedência da colecção privada da Fundação Sindika Dokolo.

    O dirigente português realçou que a homenagem é o reconhecimento da cidade do Porto pelo contributo de Sindika Dokolo.

    “Fazemo-lo assim, e fazemo-lo deste modo, porque essa é a marca-de-água desta cidade do Porto: agradece sempre a quem lhe faz bem. A Fundação Sindika Dokolo, em particular o seu presidente Sindika Dokolo, não escolhem qualquer cidade nem qualquer galeria para expor ao Mundo obras tão preciosas e de valor artístico tão transcendente. Escolheram o Porto. E fizeram-no certamente por reconhecerem na cidade um palco do Mundo. Um palco cosmopolita em que, política, estratégica e assumidamente nos quisemos e queremos posicionar”, avançou.

    Sobre a exposição, Rui Moreira afirmou que é um projecto trabalhado ao longo dos últimos meses através de uma parceria que a Câmara Municipal do Porto estabeleceu com a Fundação Sindika Dokolo, numa iniciativa cujo significado se estende muito além de uma mostra de arte contemporânea internacional e de indiscutível interesse artístico.

    “Esta exposição consubstancia, realmente, um espaço de acesso privilegiado e livre a obras (algumas apresentadas de forma inédita) de alguns dos principais artistas visuais dos nossos dias, cujos trabalhos e linguagens provocam uma reflexão particularmente acutilante sobre a história recente de diversas sociedades africanas e também sobre a sua presença nos debates políticos e culturais internacionais”, disse.

    De acordo com o responsável, com esta selecção de obras, o público vai viajar por paisagens transcontinentais, compreendendo a forma como 50 artistas contemporâneos, na sua maioria de origem africana, mas também europeia e norte-americana, transportam com afecto, dor, desejo, escárnio, amor e revolta, a sua visão sobre as vicissitudes destes territórios para o seu universo de criação plástica.

    “You love me, You love me not” é, por conseguinte, segundo Rui Moreira, um projecto que dá a conhecer novos horizontes e discursos sobre a humanidade e a sua circunstância.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    BAI apresenta soluções de financiamento às Pequenas e Médias Empresas

    O BAI – Banco Angolano de Investimentos S.A., em parceria com a Associação Industrial de Angola (AIA), realiza em todo o país, durante o...

    Cle Entertainment e Erque Chabango Rent Car Unem Forças para Apoiar a Cultura e Juventude Angolana

    Nesta segunda-feira, duas das maiores empresas em seus respectivos setores em Angola anunciaram uma importante parceria com foco no apoio à cultura e juventude...

    Hélio Taveira reconhece crescimento profissional da ex-companheira de programa “Stela de Carvalho”

    Por: Nunes Hebo Ausente dos holofotes há alguns anos, o ex-apresentador do programa “Viva a Tarde”, do canal Zap Viva, Hélio Taveira, reconheceu, recentemente no...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto