Stevie Wonder afirmou, em entrevista à apresentadora Oprah Winfrey, que pretende se mudar para Gana para que sua família não precise lidar com o racismo nos Estados Unidos.

Durante a entrevista, o icónico e premiado artista explicou a razão da sua decisão, tendo como base a protecção da sua família contra o racismo. “Eu não quero ver os filhos dos filhos dos meus filhos precisarem dizer “por favor, gostem de mim, por favor, me respeitem. Por favor, saibam que eu sou importante. Por favor, me valorizem! Que tipo de vida é essa?”, exclamou, salientando que quer ver a nação americana a sorrir novamente antes mesmo da sua mudança.

Não é a primeira vez que Stevie Wonder fala em mudar-se para Gana. Em 1994, de acordo com o jornal Orlando Sentinel, o músico disse à Associação Internacional de Música Afro-Americana que “há um senso maior de comunidade lá”.

Em janeiro, no feriado em homenagem a Martin Luther King, Jr., Stevie Wonder escreveu uma carta ao líder do movimento negro: “É doloroso saber que a agulha não se moveu nem um pouco. Há 36 anos, temos um feriado em homenagem ao seu nascimento e seus princípios, mas você não acreditaria na falta de progresso. Me deixa fisicamente enjoado. Estou cansado de políticos a tentarem encontrar uma solução fácil para um problema de 400 anos de idade.”