- Publicidade -

More

    Um cidadão estrangeiro de nacionalidade Chinesa, de 44 anos de idade, encontra-se 

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    detido por suspeita do crime de tráfico de pessoas para exploração de trabalho em países asiáticos, informou, nesta terca-feira, o Director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do SIC, Superintendente Chefe de Investigação Criminal, Manuel Halaiwa.

    Falando à imprensa, durante o acto de apresentação do acusado, o responsável disse que o cidadão em causa deslocou-se a Angola, para assegurar a viagem de cidadãos angolanos que foram recrutados via grupo do WhatsApp denominado ” VEM EMIGRAR 2023 PORTUGAL”, com promessas de trabalho para países asiáticos.

    “O esquema começa com propostas aliciantes de emprego com salários milionários em dólares norte-americanos, para jovens recém formados, não passa de um sonho com desfechos imprevisíveis”, salientou. 

    A acção foi possível graças o trabalho do Serviço de Investigação Criminal, através da sua Direcção Central de Combate ao Crime Organizado, em coordenação operativa com a Direcção Nacional de Direitos Humanos do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos.

    Por: Augusto Hossi

    Share this
    Tags

    A Bombar

    “FAF Impede Convocação de Bastos Quissanga para Seleção Angolana, Diz Fonte”

    Pedro Gonçalves revelou nesta terça-feira, 21, os convocados para os jogos contra Eswatini e Camarões, marcados para os dias 7 e 11 de junho,...

    Vlado Coast ‘Renasce’ em seu novo EP

    Numa recente entrevista ao Platinaline, o artista angolano Vlado Coast revelou o lançamento do seu novo EP intitulado 'Renascer', que será disponibilizado no dia...

    Aryovaldo cria meme sobre TPA após indiretas entre TV Zimbo e Zap viva e deixa internautas encabulados

    Depois do apresentador angolano Igor Benza ter anunciado recentemente no programa "A Tarde é Nossa", a entrada da apresentadora Stella de Carvalho ao referido...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto