- Publicidade -

Visit arnan.me
More

    Xbox Live de bolso

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Qual empresa presente na guerra dos consoles que ainda não estava no mercado de portáteis? Pois é, ela mesma. E aqueles rumores todos que correm desde o início do ano agora se tornaram realidade: a Microsoft entrou oficialmente na guerra dos portáteis. Porém, em vez de brigar de frente com a Sony e a Nintendo, a empresa do Tio Bill resolveu aliar sua experiência na área de sistemas para smartphones com o Zune Marketplace, dando origem ao Windows Phone 7 (WP7), novo sistema operacional para smartphones, e ao WP7 Marketplace, loja virtual de aplicativos e músicas.

    O novo sistema é uma reinvenção total do antigo e feioso Windows Mobile. Totalmente reformulada, a interface foi inicialmente apresentada no Mobile World Congress, na Espanha, em fevereiro deste ano. E ela é bastante atraente. Mas só agora em setembro foram revelados os deatalhes do que roubou realmente a cena no WP7: a Xbox Live presente no sistema.

    A Xbox Live do WP7 é bem familiar aos jogadores do Xbox 360. De cara, seu avatar, pontuações e contatos da Xbox Live estão automaticamente lá. Assim como na Xbox Live, o avatar é interativo, ele reage às outras funções do celular. Ao se chacoalhar o telefone, por exemplo, ele fica “tonto”.

    E OS GAMES?


    Pelo que se viu até agora, dá para especular que a experiência de jogo no WP7 será no mínimo igual à do iPhone OS, o que já é um ótimo começo. Várias empresas estão comprometidas com o sistema e, de cara, já existem cerca de 60 jogos disponíveis para a plataforma.

    Grandes nomes do desenvolvimento de jogos, como Gameloft, THQ e Namco, já estão desenvolvendo para o WP7. O próprio Microsoft Studios está preparando jogos exclusivos, além de ports quase idênticos de jogos da XLA. Além deles, teremos também títulos como Assassin’s Creed, Castlevania, Guitar Hero 5 e Halo Waypoint.

    Splinter Cell Conviction para Windows Phone 7

    Tudo estará disponível em uma loja online batizada de Windows Phone 7 Marketplace, construída nos mesmo moldes da Xbox Live. A ideia aqui é que, além dos jogos que podem ser baixados, tem também músicas, vídeos e aplicativos, entre outras coisas. Os usuários poderão baixar e testar os jogos antes de comprar e não será necessário baixar a versão completa novamente, como acontece na App Store. Porém, ao contrário da XLA, não haverá MS Points. Estará disponível apenas a opção de pagar em dinheiro ou via cartão de crédito.

    O QUE PRECISA TER


    Surpreendentemente, o WP7 será mais flexível do que seus antecessores. Assim como o sistema para smartphones Android, do Google, o WP7 não usará um hardware específico construído pela empresa fabricante do software. Outras companhias fabricantes de celulares poderão colocar o WP7 em seus smartphones. Para isso, no entanto, a Microsoft estabeleceu requisitos mínimos para se rodar o sistema.

    Chamada de “chassis”, cada variante especifica os moldes do smartphone. O Chassis nº1 requer uma tela touchscreen capacitiva de 3,6 polegadas (maior que a do iPhone), um processador com no mínimo – isso mesmo, no mínimo – 1 Ghz e obrigatoriamente suporte a aceleração gráfica.

    O Chassis Nº 2, por sua vez , permitirá teclados físicos QWERTY slide adicional à tela touchscreen, como o Sony Ericsson XPERIA X2. Curiosamente, até 2009 a Sony ainda fabricava smartphones com sistema operacional da Microsoft e somente agora em 2010 as duas empresas desfizeram a parceria.

    Para finalizar, os modelos do chassis nº 3 seriam smartphones no estilo “barra”, como o Palm Treo.

    Percebe-se que a iniciativa da Microsoft de trazer a Xbox Live para os smartphones é uma tentativa de briga direta com a App Store, da Apple, e seu iPhone. Muita gente pode nem dar importância à presença dos smartphones entre os consoles portáteis, mas é bom lembrar que, segundo o Flurry Analytics, o iPhone já “come” 19% do mercado de portáteis, contra 11% do PSP. É impossível não imaginar que a nova proposta da Microsoft não gere um “estrago” bem parecido.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    4ª edição dos “Prémios Tigra Nova Garra” reconhece 28 profissionais em diferentes áreas de actuação

    Os Prémios “Tigra Nova Garra” já fazem parte da agenda dos grandes eventos anuais que reconhecem talento, criatividade, esforço e compromisso social dos jovens...

    “Delero King cobra Taxa de 1 Milhão de Kz por Participação Musical”

    Na terça-feira, (23), teve lugar em Luanda a conferência de imprensa para anunciar os vencedores da 4ª edição dos “Prémios Tigra Nova Garra”, uma...

    Miguel Neto declara que denominação “música folclórica” é pejorativa para Angola e defende o termo “tradicional”

    O jornalista angolano Miguel Neto declarou, nesta Segunda-feira (22), durante a rubrica "Momento Cultural" do programa A Tarde é Nossa da TV Zimbo, que...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Visit arnan.me

    Mais como isto