Acidente em Calulo foi provocado por excesso de velocidade

0
212

Os Angolanos continuam a manifestar a sua “profunda tristeza” pelo trágico acidente de viação, ocorrido na noite de sábado, na localidade de Munenga, município do Libolo, província do Kwanza-Sul, que resultou na morte de 23 pessoas havendo ainda a registar a ocorrência de 29 feridos.

De acordo com a Angop, as vítimas do acidente de viação são integrantes de uma empresa de segurança que presta serviços ao clube Kangamba Business Corporation (Kabuscorp do Palanca).

De acordo com uma nota da direcção do Kabuscorp, entre os mortos está uma mulher, sublinhando que os feridos foram transferidos para o Hospital Provincial do Kwanza-Norte, em Ndalatando, Hospital Regional do Dondo e para Luanda. No documento, refere-se ainda que o autocarro, depois da fazer uma curva, se despistou tendo em seguida capotado numa ribanceira. A direcção do Kabuscorp, na mesma nota, promete assumir todas as despesas resultantes do acidente e endereça condolências às famílias enlutadas.

O autocarro sinistrado regressava da vila de Calulo, após o encontro de futebol entre o Recreativo do Libolo do Kwanza-Sul e o Kabuscorp do Palanca, referente à 20.ª jornada do campeonato nacional de futebol da I divisão.

Os corpos da vítimas mortais foram trasladados para a morgue do Hospital Josina Machel, em Luanda, enquanto 18 dos 29 feridos foram evacuados para o Hospital Provincial do Kwanza-Norte, em Ndalatando, devido à gravidade dos ferimentos.

Segundo o porta-voz do comando provincial da Polícia Nacional, superintendente Gaspar José, o acidente foi provocado por excesso de velocidade do autocarro pertencente à empresa TCUL (Transportes Colectivos Urbanos de Luanda), que levava a bordo cerca de 70 passageiros.

“O acidente ocorreu numa descida acentuada que requer muita prudência e pouca velocidade, o que não foi observado pelo condutor do autocarro, provocando assim o sinistro”, informou o porta-voz da polícia. Os adeptos da equipa do Palanca regressavam da vila do Calulo, onde o seu clube jogou e perdeu, por 2-0, no sábado, frente ao Recreativo do Libolo.

O médico de serviço na unidade hospitalar da cidade de Ndalatando, Mbiavanaga Manuel, disse que nove dos feridos recebidos foram encaminhados para os serviços de radiografia, por apresentarem algumas fracturas.

O mesmo clínico garantiu que a recuperação dos feridos, ate à tarde de ontem, era satisfatória.

Inicialmente, todos os feridos tinham sido enviados para o Hospital Municipal do Dondo, município de Cambambe, província do Kwanza-Norte, mas por incapacidade do mesmo em atender a quantidade de casos recebidos, as autoridades tiveram de transferi-los para o Hospital de Ndalatando.

 

Com Jornal de Angola e Angop

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui