- Publicidade -

More

    Angolano Yuri da Cunha Cantor leva "Macumba" à Cidade da Praia

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

     

    O músico angolano Yuri da Cunha actuou na sexta-feira em Cabo Verde como “cabeça de cartaz” no primeiro dia da 19ª edição do Festival Internacional de Música da Gamboa, que decorreu sexta-feira e sábado na cidadade da Praia.

     
    Depois de São Vicente, o angolano encerrou o primeiro dia do festival explodindo na capital cabo-verdiana com semba, kuduro e as suas danças e movimentos tipicamente angolanos. Acompanhado por duas bailarinas incansáveis, Yuri levantou a voz e o pé da Gamboa. No fim, era um Yuri vibrante a agradecer a receptividade sem limites que encontrou com uma simples frase: “Cabo Verde é sabi”.
    No final da sua actuação, agradeceu ao público cabo-verdiano e à organização do festival pelo convite, aproveitando para anunciar que no seu próximo disco vai cantar em crioulo e manifestar o desejo de cantar com o músico Paulinho Vieira.


    “O público foi maravilhoso. Cabo Verde, mais uma vez, está de parabéns e está também dentro do meu coração. Foi a minha primeira actuação no festival, por isso fico extremamente agradecido pelo convite e carinho do público. Agora Cabo Verde vai ficar na minha rota de espectáculos. No próximo disco vou cantar em crioulo. Outro sonho que tenho é cantar ao lado do Paulinho Vieira”.
    Outra presença de destaque no festival, promovido pela Câmara Municipal da Cidade da Praia, foi a do cantor Zorro Chang, da ilha Reunião, que levou ao  palco um espectáculo misto de Dance Hall e de reggae electrónico.


    O festival, que este ano homenageou o artista cabo-verdiano Norberto Tavares, falecido em Dezembro, contou com a presença de grupos e cantores cabo-verdianos residentes no país e no estrangeiro.
    Subiram ao palco da praia da Gamboa no primeiro dia o grupo praiense Rabenta, a que se seguiram Face a Face, Cordas do Sol, Beto Dias e Suzanna Lubrano.

     

     


    No segundo dia actuaram os cabo-verdeanos Zé Espanhol, Binho, Xibioti e David Brasão, o angolano Heavy-H e os grupos Flow 2012 e Zorro Chang. O encerramento esteve a cargo do cantor cabo-verdiano residente na Holanda, Gil Semedo, que lançou em Março deste ano o CD “Sempre Líder”, uma homenagem ao falecido cantor norte-americano Michael Jackson.
    O Festival da Gamboa, cuja primeira edição ocorreu há quase duas décadas, é um dos mais antigos realizados em Cabo Verde, só superado pelo que se realiza na Baía das Gatas, na ilha de São Vicente, no mês de Agosto.

     

    com Jornal de Angola 

    Share this
    Tags

    A Bombar

    “Mulher detida em Luanda após acumular dívida milionária em hotel de luxo

    Uma mulher de 36 anos assumiu uma identidade falsa de empresária e se hospedou em um hotel de luxo na região do litoral sul...

    “SIC desmantela rede de falsificação de dólares provenientes da RDC em Angola”

    O Serviço de Investigação Criminal (SIC) desmantelou uma rede de indivíduos angolanos que colaboravam com estrangeiros para introduzir dólares falsificados no país, provenientes da...

    Pinóquio: A Verdadeira História” traz emoção e diversão a 31 de Maio no ZAP Cinemas

    Luanda, 23 de Maio de 2024 – A emocionante estreia de "Pinóquio, a História Verdadeira" no ZAP Cinemas traz uma nova e divertida abordagem...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Visit arnan.me

    Mais como isto