- Publicidade -

More

    Após partilhar conteúdos blasfemo no WhatsApp, paquistanesa é condenada à morte

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Uma mulher muçulmana foi condenada nesta quarta-feira à morte, no Paquistão, por ter enviado um texto e caricaturas do profeta Maomé, através de mensagens na rede social WhatsApp, ato considerado ‘blasfemo’ naquele país.

     

    A blasfémia é um tema altamente sensível no Paquistão, país predominantemente muçulmano onde os considerados culpados por ofensas ao islamismo podem ser condenados à pena de morte, apesar de esta sentença nunca ter sido aplicada para este tipo de crime.

     

    Aneeqa Ateeq, de 26 anos, foi presa em maio de 2020, acusada de partilhar “conteúdo blasfemo” através do WhatsApp, incluindo caricaturas, segundo dados divulgados pelo tribunal citados pela agência AFP. O tribunal da cidade de Rawalpindi, no norte do Paquistão, determinou que Aneeqa Ateeq seja “pendurara pelo pescoço até à morte” e também a condenou a 20 anos de prisão.

     

    Cerca de 80 pessoas estão presas do Paquistão por blasfémia, metade das quais foi condenada a prisão perpétua ou à pena de morte, segundo a comissão dos Estados Unidos sobre liberdade religiosa no mundo.

     

    Defensores dos direitos humanos acreditam que as acusações por blasfémia são regularmente lançadas de forma abusiva, por motivações pessoais. A maioria das vezes envolvem muçulmanos, mas as acusações também visam regularmente minorias religiosas, especialmente cristãos, acrescentam.

     

    Em dezembro, um diretor de uma fábrica no Paquistão, natural do Sri Lanka, foi linchado e queimado por uma multidão furiosa após ter sido acusado de blasfémia.

    Fonte: Noticias ao Minuto

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Divisão de Luanda dará surgimento a uma região Litoral

    A província de Luanda poderá ser dividida em uma região Litoral, com a excepção de Cacuaco, e uma outra que vai comportar os municípios...

    Angola paga USD 176 milhões da sua dívida com FMI

    Cerca de 176 milhões de dólares norte-americanos é o valor que o Governo angolano já pagou ao Fundo Monetário Internacional (FMI) desde 2021 até...

    Feira da saúde Pumangol apoia gratuitamente população carenciada

    No distrito urbano do Benfica Luanda, 21 de Junho de 2024 – A Pumangol arrancou hoje com a Feira de Saúde Anual, que decorre de...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto