- Publicidade -

More

    Arábia Saudita condena mulher a 45 anos de cadeia por mau uso das redes sociais

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Um tribunal saudita condenou uma mulher a 45 anos de cadeia por, alegadamente, ter afetado o país através da actividade que mantinha nas redes sociais, indica um documento oficial obtido hoje pela Associated Press.

     

    Trata-se da segunda sentença do género no reino saudita este mês. No entanto, ainda não se conhecem muitos detalhes sobre Nourah bint Saeed al-Qahtani, presa desde 2021, pertencente a uma das maiores tribos da Arábia Saudita e que supostamente tem um historial de “activismo”.

     

    Um documento do tribunal consultado pela Associated Press e por grupos de defesa dos direitos humanos indica que a acusação e a sentença têm como base o uso das redes sociais, mas as autoridades sauditas recusam-se a prestar informações e explicações. Esta sentença ocorre depois da saudita Salma al-Shehab, estudante de medicina em Leeds, Inglaterra, ter sido condenada a 34 anos de prisão em Riade igualmente pelo uso “indevido” das redes sociais.

     

    O caso de Salma al-Shehab tem sido denunciado por organizações não-governamentais em todo o mundo. De acordo com a Associated Press, o tribunal saudita que condenou Nourah bint Saeed al-Qahtani a 45 anos de prisão evocou a legislação contra o terrorismo e contra crimes informáticos durante o julgamento.

     

    Segundo os documentos a que a Associated Press teve acesso, os juízes consideraram que a mulher “afetou a coesão social” e “destabilizou o tecido social”. Os mesmos documentos, indicam que os juízes consideram que al-Qahtani cometeu ofensas contra a ordem pública através da informação difundida pelas redes sociais”.

     

    Ainda não se conhece o conteúdo das publicações de al-Qahtani que foi detida no dia 04 de julho de 2021, de a acordo com a organização Democracy for the Arab World Now (DAWN), com sede nos Estados Unidos.

     

    A Freedom Initiative, uma outra organização de defesa de direitos humanos com sede nos Estados Unidos, considerou “inaceitável” a sentença de al-Qahtani. As sentenças pelo uso das redes sociais renovaram a atenção sobre a repressão exercida pelo regime de Riade.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    “Mulher detida em Luanda após acumular dívida milionária em hotel de luxo

    Uma mulher de 36 anos assumiu uma identidade falsa de empresária e se hospedou em um hotel de luxo na região do litoral sul...

    “SIC desmantela rede de falsificação de dólares provenientes da RDC em Angola”

    O Serviço de Investigação Criminal (SIC) desmantelou uma rede de indivíduos angolanos que colaboravam com estrangeiros para introduzir dólares falsificados no país, provenientes da...

    Pinóquio: A Verdadeira História” traz emoção e diversão a 31 de Maio no ZAP Cinemas

    Luanda, 23 de Maio de 2024 – A emocionante estreia de "Pinóquio, a História Verdadeira" no ZAP Cinemas traz uma nova e divertida abordagem...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto