- Publicidade -

Visit arnan.me
More

    Arguidos do “caso Lussati” ficam mais quatro meses de prisão preventiva

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    O Tribunal da Comarca de Luanda prorrogou por mais quatro meses o prazo de prisão preventiva dos 49 arguidos do caso Lussati, cujo julgamento, suspenso há duas semanas, “pode retomar em breve”.

    O advogado Sebastião Fernando, um dos mais de 30 do megaprocesso, disse que o juiz da causa, Andrade da Silva, prorrogou a prisão preventiva dos arguidos por conta do recurso que a defesa introduziu em juízo.

    “Porque o processo subiu para o tribunal superior, que é o Tribunal da Relação, ou seja, como neste período eles não querem soltar os arguidos e como a lei admite prorrogação da prisão, quando o processo tramita para outra fase, o juiz fez recurso a este princípio legal”, afirmou quinta-feira o advogado citado pela Lusa.

    A defesa foi notificada oficialmente sobre a prorrogação da prisão preventiva dos arguidos “por um despacho do juiz da causa”, explicou o Sebastião Fernando, causídico no julgamento que se iniciou em 28 de Junho.

    As audiências, que decorriam Centro de Convenções de Talatona, em Luanda, foram suspensas em 01 de Julho, “por conta de alguns requerimentos introduzidos em juízo” e aos quais, entretanto, o tribunal não “respondeu”.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Casal presidencial passeia pelas dunas do Parque Nacional do Iona

         O Presidente da República andou de moto nas dunas do Parque Nacional do Iona. Um momento de descontracção com o qual lançou um...

    TAAG põe fim a acordo com Hi-Fly e volta a assegurar na totalidade voos Luanda-Lisboa

    No seguimento do plano de manutenção e recuperação da frota e, no sentido de responder melhor às necessidades do mercado e a estratégia de...

    Hildebrando de Melo na 15º Bienal de Havana em Cuba

    A 15ª Bienal de Havana, que ocorrerá de 15 de novembro de 2024 a 28 de fevereiro de 2025, contará com a presença do...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Visit arnan.me

    Mais como isto