- Publicidade -

More

    CAN 2013: Mba foi o obreiro do regresso da Nigéria à elite do futebol

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Um golo de Sunday Mba bastou para a Nigéria fazer valer a experiência e conquistar pela terceira vez a Taça das Nações Africanas de futebol (CAN2013), ao bater o estreante Burkina Faso por 1-0.

    As “águias verdes”, com o bracarense Elderson a titular, voltam assim a saborear a glória, 19 anos depois de se terem sagrado campeãs continentais pela última vez, apresentando a sua candidatura para regressar à aristocracia do futebol, modalidade em que deslumbraram nos anos 1990. 
    Os nigerianos, a disputar a sétima final da CAN, aproveitaram a inexperiência do adversário, estreante nesta fase da competição, para controlarem o jogo à sua vontade, aliando uma defesa sólida a um ataque organizado e de ideias claras. 

    A primeira oportunidade apareceu num cabeceamento de Ambrose, na marcação de um canto, que saiu demasiado alto. Com paciência, a Nigéria, comandada pelo jogador do Chelsea Obi Mikel, foi subindo no terreno e expondo as fragilidades na defesa do Burkina Faso. 
    Depois de Bance ter tentado surpreender Enyeama de longe por duas vezes, foi a vez de Sunday Mba emendar o que Moses não conseguiu finalizar. 
    Aos 40 minutos, em corrida, recuperou a bola, superou com um toque o defesa rival e bateu em força para fazer o golo que deu o terceiro título da CAN aos nigerianos. 


    Pouco depois do intervalo, a vantagem da Nigéria podia ter sido aumentada, mas o remate à meia volta de Edeye dentro da área não chegou às redes defendidas por Diakité. 
    As ocasiões sucediam-se e Moses desperdiçou o 2-0 claro, num contra ataque rápido que a defesa contrária não conseguiu acompanhar. 
    Sem encontrar o caminho para o golo, as “super águias” pareceram perder concentração e o Burkina aproveitou para tentar o empate, embora sem sucesso. 
    Uma jogada divida entre Moses e Musa podia ter sentenciado o jogo, a cinco minutos do final, mas Ideya não chegou ao centro de Musa e a clara oportunidade perdeu-se. 
    A Nigéria, que chegou à final depois de ter goleado o Mali, por 4-1, nas “meias”, sucede à Zâmbia no palmarés da competição e vai jogar a primeira Taça das Confederações, entre 15 e 30 de junho no Brasil 
    O Burkina Faso, que se apurou ao afastar o Mali, num encontro com arbitragem polémica do tunisino Slim Jedidi e decidido no desempate por grandes penalidades, terá de contentar-se com o estatuto de equipa surpresa do torneio. 
    A Nigéria é agora a única seleção com três títulos – depois dos conseguidos em 1980 e 1994 –, atrás de Camarões e Gana (ambos com quatro) e do Egito, sete vezes campeão continental.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Henrique Sungo e Filipe Anjos apresentam o seu novo projeto documental intitulado “Aspiracionalismo”.

    Depois de estrear na cidade de Londres, agora é a vez da cidade da Kianda receber a Santano Produções, uma produtora audiovisual do angolano...

    Fábio Hustle admite que namoraria com Malune e revela em Live que teve 14 ex-namoradas

    Por: Helder Lourenço Na noite desta quinta-feira (18), durante uma animada Live no TikTok com a participação de 3-Fine, Elisandra Elly e outros influenciadores, o...

    Conheça Legoo, única plataforma nacional de venda de ingressos que transfere dinheiro dos promotores em 24 horas

    Criar um evento e ver o seu rendimento nunca foi tão fácil, e por esta razão, a “Legoo”, plataforma angolana lançada hoje (18) no...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto