Eduardo Paim relembra “Era de ouro” da Kizomba na Live no Kubico

0
277

Por: Stella Cortêz 

“Esta keta me recorda o tempo que o tempo levou ali na banda”! Provavelmente boa parte da população angolana já cantou o trecho da música “Saudades”, entretanto, só quem viveu a “era de ouro” da música dos anos 80 e 90 vai entender que o show do próximo domingo (30), da Live no Kubico, cujo rosto de cartaz é Eduardo Paim, promete.

General Kambuengo, como também é tratado nas lides musicais, vai, com a coreografia das primeiras gerações de bailarinas do grupo Yaka, relembrar um repertório dos maiores sucessos que marcam uma carreira artística com realce para as composições “Foi Aqui”, “Minha Vizinha”, “Chikitita”, “É tão bom”, “Rosa Baila”, “Ai se eu te agarro”, “Boazuda” e vários outros temas que o notabilizaram por criar o gênero musical Kizomba, um estilo de dança popularizado em Angola e além-fronteiros.

No palco do espectáculo que cada vez mais tem se tornado uma tradição das tardes de domingo, com as manifestações de alegria partilhadas por famílias residentes em Angola e na diáspora, já passaram as vozes de Matias Damásio, Yola Semedo, Justino Handanga, Sabino Henda, Ary, Patrícia Faria, Edmázia Mayembe, Euclides da Lomba, Socorro, Balo Januário, Versáteis, Vozes do Nambua, Walter Ananás, Heavy C, Dodo Miranda entre outros.

Mais do que dançar e vibrar às músicas de Eduardo Paim, é importante sublinhar que com um gesto solidário, você estará a ajudar milhares de famílias vulneráveis que nesta fase difícil necessitam muito mais de apoio.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments