- Publicidade -

More

    Empresa Divero Metal leva alegria ao Centro de Acolhimento El Betel com Doações Diversificadas

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Em alusão a Páscoa, a empresa angolana Divero Metal proporcionou, neste Sábado (30), um momento especial ao Centro de Acolhimento El Betel, em Luanda, com a doação de diversos bens e alimentos.

    O centro, localizado em Viana, no distrito urbano do Zango 2, abriga crianças e jovens dos 2 aos 17 anos, oferecendo amor, carinho, lar e educação, pois a estrutura comporta salas de aulas.

    Ao PLATINALINE, Alberto Almeida Kondua, sócio-gerente da Divero Metal, explicou as razões por detrás da acção solidária, alegando que a doação é fruto dos êxitos que a empresa tem alcançado.

    “Queríamos transmitir um pouco de alegria com a El Betel. Trouxemos sacos de arroz, fuba, óleo, omo, roupas, entre outros bens. Isso é fruto do sucesso da nossa empresa, e é óbvio que vamos continuar a fazer. Será algo contínuo. Estou tão feliz por ver o sorriso no rosto destas crianças. É um momento único, não há dinheiro que pague isso”, disse.

    Para Aderito Nunda, director do centro de acolhimento, não existe outro sentimento a não ser o de gratidão, pelos bens materiais e pela presença de todos os envolvidos nesta ação.

    “O sentimento é de emoção. Não é fácil alguém acordar e dizer ‘eu vou ajudar um centro de acolhimento com bens diversos’, especialmente considerando o custo de vida tão alto aqui em Angola. Mas os nossos irmãos conseguiram pensar em nós e nos alimentar. O meu sentimento é de extrema gratidão. Obrigado por nos visitarem hoje e por nos fazerem sorrir com a vossa presença. O calor humano é o mais importante. Muito obrigado.”, fez saber.

    Ao som da música envolvente, as crianças e adultos dançavam e pulavam de alegria, demonstrando que a solidariedade é uma das expressões mais lindas entre os seres humanos e que precisamos cultivá-la diariamente.

    O evento contou com a presença de algumas Misses, como a Miss CPLP Edvânia Soares, que se mostrou totalmente feliz por fazer parte da actividade: “Para mim, é uma honra poder fazer parte desta atividade. Quero voltar a estar aqui e farei tudo para realizar o meu desejo. Está sendo um dia lindo, estou amando estar aqui”, disse.

    João Paposseco, colaborador da instituição, expressou também o seu sentimento de alegria, assim como Graça Manuel, um jovem residente do centro

    Osvaldo
    Osvaldo
    Editor da Platina Line
    Share this
    Tags

    A Bombar

    4ª edição dos “Prémios Tigra Nova Garra” reconhece 28 profissionais em diferentes áreas de actuação

    Os Prémios “Tigra Nova Garra” já fazem parte da agenda dos grandes eventos anuais que reconhecem talento, criatividade, esforço e compromisso social dos jovens...

    “Delero King cobra Taxa de 1 Milhão de Kz por Participação Musical”

    Na terça-feira, (23), teve lugar em Luanda a conferência de imprensa para anunciar os vencedores da 4ª edição dos “Prémios Tigra Nova Garra”, uma...

    Miguel Neto declara que denominação “música folclórica” é pejorativa para Angola e defende o termo “tradicional”

    O jornalista angolano Miguel Neto declarou, nesta Segunda-feira (22), durante a rubrica "Momento Cultural" do programa A Tarde é Nossa da TV Zimbo, que...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto