- Publicidade -

More

    Fábricas de bebidas alcoólicas em funcionamento ilegal e com rótulos duvidosos serão encerradas

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    A Autoridade Nacional de Inspecção Económica e Segurança Alimentar (ANIESA) anunciou, nesta Quarta-feira, 15, que vai proceder ao encerramento de todas as fábricas de bebidas que estiverem a trabalhar fora dos marcos legais e, consequentemente, instruirá processos Administrativos e judiciais junto do DIIP e da PGR, para pôr fim a este mal visível aos olhos de todos.

    Numa nota tornada pública, a ANIESA diz que a medida surge após um trabalho de inspecção e fiscalização no circuito comercial, com registo à proliferação de fábricas de bebidas alcoólicas, onde são produzidas em condições precárias de higiene e má conservação, o que constitui um problema de Saúde Pública, dado os efeitos nocivos, originado pelo consumo desenfreado dos Consumidores em geral.

    Por outro lado, a ANIESA manifesta a preocupação pelo índice elevado de marcas que têm surgido no nosso mercado, e que igualmente permitem uma escolha alargada do consumidor final.

    “Pela fácil transportação, e um preço ínfimo a todos os bolsos é considerada como Droga lícita e Psicopática, incitando assim a violência extrema entre os jovens e não só, bem como têm elevado um número maior de mortalidade”, lê-se na nota.

    No trabalho realizado foi possível apurar que estas bebidas são produzidas com matéria-prima expiradas, isto em grandes quantidades, e armazenadas em locais inapropriados, o que constitui um grave atentado à Saúde Pública dos Angolanos.

    Ademais, as Autoridades advertem que não haverá pedagogia, e desaconselha a todos os Operadores económicos que insistirem em praticar actos que colocam em causa a Saúde Pública e subvertem a Economia Angolana, pois a ANIESA não terá contemplações e tampouco será benevolente com os prevaricadores, pois entendem que comportamentos do género não toleram.

    “Se a bebida alcoólica no seu consumo normal, independentemente das quantidades ingeridas, já altera completamente o estado psicoemocional e comportamental do Consumidor, tornando-o agressivo e muita das vezes portador de várias doenças como a Cirrose Hepática e mais de 10 tipos distintos de Câncer, imaginemos o consumo excessivo da bebida alcoólica com Matéria-prima expirada? Com o rótulo em língua estrangeira que não nos permite aferir os elementos que decompõem o mesmo produto? Informações ambíguas sobre os níveis exactos de Etanol ou lúpulo? E mais! Não apresentam o certificado de qualidade que atesta a conformidade do mesmo produto? Obviamente que estamos diante de homicidas voluntários à saúde do Consumidor”, concluiu o documento.

    Por: Augusto Hossi

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Casal presidencial passeia pelas dunas do Parque Nacional do Iona

         O Presidente da República andou de moto nas dunas do Parque Nacional do Iona. Um momento de descontracção com o qual lançou um...

    TAAG põe fim a acordo com Hi-Fly e volta a assegurar na totalidade voos Luanda-Lisboa

    No seguimento do plano de manutenção e recuperação da frota e, no sentido de responder melhor às necessidades do mercado e a estratégia de...

    Hildebrando de Melo na 15º Bienal de Havana em Cuba

    A 15ª Bienal de Havana, que ocorrerá de 15 de novembro de 2024 a 28 de fevereiro de 2025, contará com a presença do...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto