Por: Hélio Cristóvão

Em conversa com o PLATINALINE, o músico e activista Nelson Manuel Dembo confirmou que poderá ser o próximo candidato às eleições presidenciais de 2022, com a fundação de um novo partido político cujo nome ainda não foi revelado.

O também radialista, que há muitos anos faz um trabalho cultural que se enquadra no associativismo, acredita que este pode ser um momento para dar o próximo passo, que visa essencialmente fundar um partido político, na tentativa de ajudar a modificar Angola, do ponto de vista de justiça social, perspectivando maior abrangência e participação dos jovens nas decisões do país.

Gangsta frisou que, embora haja uma grande participação dos jovens a nível do novo Governo, é preciso que sejamos parte daqueles que vêm de fora do partido no poder. “Penso que seria muito importante ver jovens que não fazem parte do partido dominante a terem alguma voz relevante. Essas foram algumas das razões que me levaram a pensar em fundar um partido.” Explicou.

O jovem, de 43 anos, destacou, ainda, que será um partido inclusivo, de iniciativa juvenil, porém, será com o apoio dos “mais velhos” que, com sua experiência, poderão contribuir positivamente para o seu desenvolvimento. “Este pode ser o ponto de partida para um diálogo e conciliação geracional que desde sempre falhou.”

Questionado sobre a capacidade dos principais partidos gerenciarem devidamente o país, o possível candidato às eleições presidenciais de 2022 frisa que apesar de não concordar com muitas coisas, honestamente reconhece dois importantes legados: A independência de Angola e o alcance da paz.