- Publicidade -

More

    Heavy C Dá recado aos Artistas nacionais: Devem Gastar Menos e Economizar Mais

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    O músico Heavy C considerou, esta semana , em Luanda ser importante que a classe artística angolana, sobretudo os jovens cantores e músicos, poupe o dinheiro ganho com as actividades musicais no país e estrangeiro.

    O artista manifestou esta inquietação, ao único nacional e diário do pais JA,  na analise   que fez sobre a sua produção musical, em função da crise económica mundial, que tem se reflectido  na qualidade da produção artística nacional.

    Para o cantor, as várias actividades culturais realizadas no ano passado deram uma “falsa imagem” ao público de que o mercado artístico angolano goza de estabilidade financeira.

     

    o cantor que está se formar  em Gestão e Marketing, disse que o ano passado foi de “pedintes”, em especial na classe artística nacional, pelo facto da produção musical estar muito dependentes dos apoios empresariais.

     


    net_452x192

    Acrescentou que é preciso fortalecer a colaboração entre os artistas nacionais. “Estamos a ignorar alguns aspectos da crise económica mundial. Este ano foi muito complicado. Alguns artistas de referência tiveram dificuldades em colocar discos com qualidade no mercado devido os custos elevados da produção, porque o mundo da música está conectado também com estes problemas financeiros”.

     

    Apesar de se terem realizado muitos espectáculos no ano passado, a sua maioria, destacou, “foi um fracasso”, por não correspondeu às expectativas dos investidores e do público. “Gasta-se muito dinheiro com a produção e realização de espectáculos, que nas contas finais não compensam. É necessário que os músicos e os empresários comecem a racionalizar melhor estes recursos”, explicou.

     

    Heavy C aconselhou ainda os músicos a mudarem comportamentos sociais e financeiros: “os artistas precisam de gastar menos e economizar mais, para racionalizarem melhor os recursos financeiros”, disse.

     

    A música angolana feita nos últimos anos tem contribuído para a divulgação de mensagens positivas que despertam à reflexão e ao debate público: “estamos a produzir muito, mas a qualidade destas obras discográficas deixa muito a desejar. Acho que já é o momento de fazer uma revista do que, realmente, queremos”, disse o músico.  O artista espera que este ano, os músicos consigam criar um espaço para debates, onde periodicamente possam analisar com profundidade e de forma simples o desenvolvimento da música nacional, em todos os aspectos.

     

    Informou que está a preparar o seu livro “Quase perfeito”, para este ano, depois do sucesso alcançado com o seu primeiro livro “Quando a mulher se cansa”, enfatizou o músico Heavy C.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    “Mulher detida em Luanda após acumular dívida milionária em hotel de luxo

    Uma mulher de 36 anos assumiu uma identidade falsa de empresária e se hospedou em um hotel de luxo na região do litoral sul...

    “SIC desmantela rede de falsificação de dólares provenientes da RDC em Angola”

    O Serviço de Investigação Criminal (SIC) desmantelou uma rede de indivíduos angolanos que colaboravam com estrangeiros para introduzir dólares falsificados no país, provenientes da...

    Pinóquio: A Verdadeira História” traz emoção e diversão a 31 de Maio no ZAP Cinemas

    Luanda, 23 de Maio de 2024 – A emocionante estreia de "Pinóquio, a História Verdadeira" no ZAP Cinemas traz uma nova e divertida abordagem...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto