JAHMEK CONTEMPORARY ART, participa na feira de arte, Art Dubai 2022

0
182

JAHMEK CONTEMPORARY ART, participa na feira de arte, Art Dubai 2022 com o trabalho fotográfico de Kiluanji Kia Henda intitulado “A City Called Mirage” 2014-2022. A feira decorre de 11 a 13 de Março de 2022, na cidade de Dubai, nos Emiratos Árabes Unidos.
“A CITY CALLED MIRAGE” de Kiluanji Kia Henda.

Kiluanji Kia Henda estava no sul de Angola quando, atravessando uma cidade quase engolida pelas areias do deserto do Namibe, notou uma sinalética de metal enferrujado na qual estava escrita a palavra “Miragem”. A palavra, corroída pelo tempo, tornou-se de repente um símbolo – algo extremamente concreto e abstrato. A fotografia daquela placa viria a ser o ponto de partida para uma série de trabalhos que formaram “A City Called Mirage” – uma cidade chamada Miragem.

Em “A City Called Mirage”, Kia Henda lida com a ausência de linhas divisórias entre a cidade real e seu modelo 3D. As esculturas em forma de linhas metálicas parecem desenhos que se destacam da paisagem, silhuetas ou esqueletos de uma cidade imaginária. Kiluanji baseou estas esculturas lineares em sona, desenhos de areia comuns à cultura Lunda Tchokwe (do leste de Angola).

Durante um ano, Kiluanji participou num projeto internacional no qual produziu e colaborou com arquitetos, artistas, atores, músicos e técnicos de cidades como Amã, Dakar, Karachi, Lisboa, Luanda, Manila, Nova Iorque, Paris, Rio de Janeiro, Sharjah e Windhoek. “A City Called Mirage” é uma exposição complexa que explora abordagens originais a um tema recorrente nos últimos tempos: o das cidades entre os estados de virtualidade e desertificação. Kiluanji usa a ficção (científica e mitológica) e a ironia como formas de transcender o pessimismo da hipercrítica e a estética da ruína. Através do humor nos conscientizamos do quão efêmeras são as maiores construções humanas: todas as cidades serão novamente reduzidas a matérias-primas, assim como os metais retirados do solo voltarão a se fundir nele.

Extrato de Uma Cidade Chamada Miragem de Lucas Parente

A JAHMEK CONTEMPORARY ART apresenta-se como uma Plataforma/Galeria que, através do seu programa de exposições, propõe-se promover o diálogo e o pensamento crítico em torno da expressão artística visual de Luanda, através do trabalho produzido pelos artistas que representa, tanto no panorama nacional como além-fronteiras. Sediada na capital angolana, representa: Binelde Hyrcan; Délio Jasse; Helena Uambembe; Iris Buchholz Chocolate; Kiluanji Kia Henda; Mónica de Miranda; Rui Magalhães; Sacen; Sandra Poulson; Tiago Borges; Toy Boy; Verkron, e
Yonamine

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments