- Publicidade -

More

    Joia Rara’ recebe prémio de melhor novela na 42a edição do Emmy Internacional

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    A noite também foi de homenagem a Roberto Irineu Marinho, presidente do Grupo Globo

    Na noite desta segunda-feira, dia 24, ‘Joia Rara’ ganhou o Emmy Internacional 2014 na categoria ‘Novela’, durante a cerimónia de gala realizada no hotel New York Hilton. A estatueta foi entregue pela actriz inglesa Erin Richards às autoras Thelma Guedes e a Duca Rachid e à directora Amora Mautner, que subiram ao palco com os directores Joana Jabace e o Fábio Strazzer, e a actriz Paula Burlamaqui. Na plateia, a co-autora Thereza Falcão e os colaboradores do texto, a Manuela Dias, o Newton Cannito e o Alessandro Marson comemoraram a conquista.

    Emocionada, a Thelma celebrou a victória: “É uma emoção muito grande ter este reconhecimento. Escrevemos esta história com o coração, pensando em levar uma mensagem de paz e compaixão. Saber que esta mensagem foi tão bem recebida é muito importante”. Duca também festejou. “Acho que já é uma victória ser finalista deste prémio. Talvez tenha sido o trabalho mais difícil que já fiz. Já me sentia recompensada pelo próprio trabalho. Agora, ainda mais”, completou. A directora Amora vibrou com o prémio, que representa o mais importante tributo do mercado internacional de televisão. “É uma alegria trabalhar com um texto tão lindo, que pode ser entendido em qualquer língua. Fico orgulhosa por ter feito algo no Brasil que teve uma repercussão internacional”, comentou.

    Compaixão, amor ao próximo, liberdade e a prática do bem são alguns dos temas que embelezam ‘Joia Rara’, trama imersa na filosofia budista, que tem como pano de fundo cenários exuberantes do Nepal, as montanhas do Himalaia e o Rio de Janeiro dos anos 30 e 40. Escrita pela Thelma Guedes e pelo Duca Rachid, com direcção do núcleo do Ricardo Waddington e direcção geral da Amora Mautner, ‘Joia Rara’ conquistou o público brasileiro com a história de amor do Franz (Bruno Gagliasso) e a operária Amélia (Bianca Bin), e da Pérola (Mel Maia), filha do casal que tenta unir os pais depois de tantos encontros e desencontros. A novela estreou no Brasil e em Angola em Setembro de 2013.

    Durante a noite, Roberto Irineu Marinho, presidente do Grupo Globo, recebeu o Emmy Internacional na categoria ‘Personalidade Mundial da Televisão’. No palco, o Rupert Murdoch, presidente e CEO da 21st Century Fox e da News Corporation, prestou homenagem ao empresário. Em seguida, dois dos maiores representantes do talento da Globo entregaram a estatueta a Roberto Irineu: Milton Gonçalves, actor da emissora desde a sua inauguração, em 1965, e a Glória Pires, que o público brasileiro viu crescer na TV.

    “É uma grande honra para nós receber este Emmy. Meu pai, que foi homenageado com o mesmo prémio em 1983, foi um homem destemido, determinado e visionário. Aos 60 anos, decidiu colocar em prática o seu sonho de construir uma empresa de televisão com elevados padrões de qualidade e conteúdo, que valorizam e respeitam a diversidade cultural do Brasil e do seu povo. E, juntamente com uma equipa extraordinária de talentosos sonhadores, estabeleceu uma base importante para que, a partir dela, nós pudéssemos construir a empresa de sucesso que a Globo se tornou. Meus irmãos João Roberto e o José Roberto, aqui presentes, e eu, sentimos-nos muito gratos por termos conseguido levar adiante o sonho do meu pai e de contarmos com uma equipa tão talentosa e dinâmica que ajuda a Globo a encontrar sucesso nos novos cenários que enfrentamos”, comentou o Roberto Irineu. “Recebo este prémio em nome de todos os meus companheiros que durante os últimos 50 anos ajudaram a Globo a tornar-se uma referência de qualidade e uma paixão para o povo brasileiro. E também em nome de todos aqueles que abraçarão este legado e o levarão adiante para as próximas décadas,” agradeceu sob os aplausos dos mais de mil convidados.

    De pé, a Fernanda Montenegro, que no ano passado recebeu o prémio de ‘Melhor Actriz’ por ‘Doce de Mãe’, celebrou a homenagem com todos os profissionais da emissora presentes na cerimónia. O reconhecimento, também concedido a Roberto Marinho, pai do Roberto Irineu, há mais de 30 anos, acontece às vésperas das celebrações do aniversário de 50 anos da Globo.

    Considerado o maior evento do mercado televisivo no mundo, o Emmy Internacional tem por missão reconhecer a excelência do conteúdo produzido exclusivamente para TV fora dos Estados Unidos, além de produções de língua não inglesa feitas para a TV americana. Este ano, foram seleccionados 40 finalistas de 19 países, que concorreram ao prémio em 10 categorias. ‘Joia Rara’ disputou a estatueta na categoria de ‘Novela’, com as produções: “30 Lives: Maxim Bouchard”, do Canadá; “Belmonte”, de Portugal; e “My Husband’s Lover” das Filipinas.

    Além do prémio na categoria ‘Novela’, a Globo recebeu mais duas indicações ao Emmy Internacional este ano: a série ‘A Mulher do Prefeito’, protagonizado pelo Tony Ramos e pela Denise Fraga, disputou a estatueta na categoria de ‘Comédia’; e ‘Alexandre e outros heróis’, especial de fim de ano do director Luiz Fernando Carvalho, concorreu ao prémio na categoria ‘Telefilme/Minissérie’. No Emmy Internacional de Jornalismo deste ano, o ‘Jornal Nacional’ e o ‘Fantástico’ concorreram juntos na categoria ‘Notícia’ pela cobertura do incêndio na boite Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, em Janeiro de 2013.

    A Globo é a única TV brasileira que já venceu o Emmy Internacional e, com as duas novas premiações, colecciona doze estatuetas do que é considerado o Oscar da televisão mundial. Desde que a categoria ‘Novela’ foi criada pela Academia, em 2008, esta é a quinta vez que a emissora conquista o prémio desta natureza. No ano passado, a estatueta foi para ‘Lado a Lado’. Em 2012, foi a vez de ‘O Astro’, e no ano anterior, a vencedora foi ‘Laços de Sangue’, co-produção da Globo com a portuguesa SIC. ‘Caminho das Índias’, da Gloria Perez, foi a primeira novela da Globo a ganhar o Emmy, em 2009. Nas outras categorias do Emmy Internacional, o primeiro prémio veio em 1981, com ‘A Arca de Noé’. No ano seguinte, foi a vez do especial ‘Morte e Vida Severina’. Em 1983, o Roberto Marinho, fundador da Globo e pai do Roberto Irineu Marinho, foi homenageado com a estatueta. Em 2011, a Globo foi premiada no Emmy Internacional de Jornalismo pela cobertura do ‘Jornal Nacional’ sobre a invasão do Complexo do Alemão. Também em 2012, ‘A Mulher Invisível’, venceu na categoria ‘Comédia’. E no ano passado, o reconhecimento foi duplo novamente. Além de ‘Lado a Lado’, a Fernanda Montenegro tornou-se a primeira brasileira a receber o prémio de ‘Melhor Actriz’, pela Dona Picucha, o seu papel no especial de fim de ano ‘Doce de Mãe’.
    a noite desta segunda-feira, dia 24, ‘Joia Rara’ venceu o Emmy Internacional 2014 na categoria ‘Novela’, durante a cerimónia de gala realizada no hotel New York Hilton. A estatueta foi entregue pela atriz inglesa Erin Richards às autoras Thelma Guedes e a Duca Rachid e à directora Amora Mautner, que subiram ao palco com os directores Joana Jabace e o Fábio Strazzer, e a actriz Paula Burlamaqui. Na plateia, a co-autora Thereza Falcão e os colaboradores do texto, a Manuela Dias, o Newton Cannito e o Alessandro Marson comemoraram a conquista.

    Emocionada, a Thelma celebrou a victória: “É uma emoção muito grande ter esse reconhecimento. Escrevemos esta história com o coração, pensando em levar uma mensagem de paz e compaixão. Saber que esta mensagem foi tão bem recebida é muito importante”. Duca também festejou. “Acho que já é uma victória ser finalista deste prémio. Talvez tenha sido o trabalho mais difícil que já fiz. Já me sentia recompensada pelo próprio trabalho. Agora, ainda mais”, completou. A directora Amora vibrou com o prémio, que representa o mais importante tributo do mercado internacional de televisão. “É uma alegria trabalhar com um texto tão lindo, que pode ser entendido em qualquer língua. Fico orgulhosa por ter feito algo no Brasil que teve uma repercussão internacional”, comentou.

    Compaixão, amor ao próximo, liberdade e a prática do bem são alguns dos temas que embelezam ‘Joia Rara’, trama imersa na filosofia budista, que tem como pano de fundo cenários exuberantes do Nepal, as montanhas do Himalaia e o Rio de Janeiro dos anos 30 e 40. Escrita pela Thelma Guedes e pelo Duca Rachid, com direcção do núcleo do Ricardo Waddington e direcção geral da Amora Mautner, ‘Joia Rara’ conquistou o público brasileiro com a história de amor do Franz (Bruno Gagliasso) e a operária Amélia (Bianca Bin), e da Pérola (Mel Maia), filha do casal que tenta unir os pais depois de tantos encontros e desencontros. A novela estreou no Brasil em Setembro de 2013. Actualmente no ar no canal básico da Globo em Portugal, está entre os cinco programas mais vistos no país e, no próximo ano, será lançada no mercado internacional.

    Durante a noite, Roberto Irineu Marinho, presidente do Grupo Globo, recebeu o Emmy Internacional na categoria ‘Personalidade Mundial da Televisão’. No palco, o Rupert Murdoch, presidente e CEO da 21st Century Fox e da News Corporation, prestou homenagem ao empresário. Em seguida, dois dos maiores representantes do talento da Globo entregaram a estatueta a Roberto Irineu: Milton Gonçalves, actor da emissora desde a sua inauguração, em 1965, e a Glória Pires, que o público brasileiro viu crescer na TV.

    “É uma grande honra para nós receber este Emmy. Meu pai, que foi homenageado com o mesmo prémio em 1983, foi um homem destemido, determinado e visionário. Aos 60 anos, decidiu colocar em prática o seu sonho de construir uma empresa de televisão com elevados padrões de qualidade e conteúdo, que valorizam e respeitam a diversidade cultural do Brasil e do seu povo. E, juntamente com uma equipa extraordinária de talentosos sonhadores, estabeleceu uma base importante para que, a partir dela, nós pudéssemos construir a empresa de sucesso que a Globo se tornou. Meus irmãos João Roberto e o José Roberto, aqui presentes, e eu, sentimos-nos muito gratos por termos conseguido levar adiante o sonho do meu pai e de contarmos com uma equipe tão talentosa e dinâmica que ajuda a Globo a encontrar sucesso nos novos cenários que enfrentamos”, comentou o Roberto Irineu. “Recebo este prémio em nome de todos os meus companheiros que durante os últimos 50 anos ajudaram a Globo a tornar-se uma referência de qualidade e uma paixão para o povo brasileiro. E também em nome de todos aqueles que abraçarão este legado e o levarão adiante para as próximas décadas,” agradeceu sob os aplausos dos mais de mil convidados.

    De pé, a Fernanda Montenegro, que no ano passado recebeu o prémio de ‘Melhor Atriz’ por ‘Doce de Mãe’, celebrou a homenagem com todos os profissionais da emissora presentes na cerimónia. O reconhecimento, também concedido a Roberto Marinho, pai do Roberto Irineu, há mais de 30 anos, acontece às vésperas das celebrações do aniversário de 50 anos da Globo.

    Considerado o maior evento do mercado televisivo no mundo, o Emmy Internacional tem por missão reconhecer a excelência do conteúdo produzido exclusivamente para TV fora dos Estados Unidos, além de produções de língua não inglesa feitas para a TV americana. Este ano, foram seleccionados 40 finalistas de 19 países, que concorreram ao prémio em 10 categorias. ‘Joia Rara’ disputou a estatueta na categoria de ‘Novela’, com as produções: “30 Lives: Maxim Bouchard”, do Canadá; “Belmonte”, de Portugal; e “My Husband’s Lover” das Filipinas.

    Além do prémio na categoria ‘Novela’, a Globo recebeu mais duas indicações ao Emmy Internacional este ano: a série ‘A Mulher do Prefeito’, protagonizado pelo Tony Ramos e pela Denise Fraga, disputou a estatueta na categoria de ‘Comédia’; e ‘Alexandre e outros heróis’, especial de fim de ano do director Luiz Fernando Carvalho, concorreu ao prémio na categoria ‘Telefilme/Minissérie’. No Emmy Internacional de Jornalismo deste ano, o ‘Jornal Nacional’ e o ‘Fantástico’ concorreram juntos na categoria ‘Notícia’ pela cobertura do incêndio na boite Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, em Janeiro de 2013.

    A Globo é a única TV brasileira que já venceu o Emmy Internacional e, com as duas novas premiações, coleciona doze estatuetas do que é considerado o Oscar da televisão mundial. Desde que a categoria ‘Novela’ foi criada pela Academia, em 2008, esta é a quinta vez que a emissora conquista o prémio desta natureza. No ano passado, a estatueta foi para ‘Lado a Lado’. Em 2012, foi a vez de ‘O Astro’, e no ano anterior, a vencedora foi ‘Laços de Sangue’, co-produção da Globo com a portuguesa SIC. ‘Caminho das Índias’, da Gloria Perez, foi a primeira novela da Globo a ganhar o Emmy, em 2009. Nas outras categorias do Emmy Internacional, o primeiro prémio veio em 1981, com ‘A Arca de Noé’. No ano seguinte, foi a vez do especial ‘Morte e Vida Severina’. Em 1983, o Roberto Marinho, fundador da Globo e pai do Roberto Irineu Marinho, foi homenageado com a estatueta. Em 2011, a Globo foi premiada no Emmy Internacional de Jornalismo pela cobertura do ‘Jornal Nacional’ sobre a invasão do Complexo do Alemão. Também em 2012, ‘A Mulher Invisível’, venceu na categoria ‘Comédia’. E no ano passado, o reconhecimento foi duplo novamente. Além de ‘Lado a Lado’, a Fernanda Montenegro tornou-se a primeira brasileira a receber o prémio de ‘Melhor Atriz’, pela Dona Picucha,o seu papel no especial de fim de ano ‘Doce de Mãe’.

    Foto 1: Roberto Irineu com Milton Gonçalves e Glória Pires, entre Rupert Murdoch

    Foto 2: Os diretores Fábio Strazzer e Joana Jabace, a atriz Paula Burlamaqui, a diretora de núcleo Amora Mautner e as autoras Thelma Guedes e Duca Rachid.

    Crédito: Globo / Luiz C. Ribeiro

    Globo

    Lançados em 1999, os canais internacionais da Globo são os primeiros canais nacionais do género a serem transmitidos aos brasileiros e lusófonos que vivem no exterior, com qualidade digital, 24 horas por dia. Actualmente são seis canais de televisão paga que contam com mais de 2,2 milhões de assinantes nos 5 continentes. Os sinais são transmitidos via satélite, cabo, IPTV e OTT. A programação é composta por noticiários em tempo real, desporto ao vivo, novelas, minisséries, conteúdos infantis e variedades, e tem conquistado ao longo dos anos a preferência do público ao redor do mundo. O canal também exibe programas exclusivos dedicados às comunidades de língua Portuguesa que vivem fora do país. Em Portugal a Globo possui, além do seu canal Premium, um canal básico, com foco em dramaturgia que apresenta novelas, séries e programas de variedades na sua grelha.

    A Globo está entre as maiores empresas de mídia do mundo, e produz cerca de 2.400 horas de entretenimento e 3.000 horas de jornalismo por ano no Brasil. Por meio da sua rede, a emissora cobre 98.6% do território brasileiro, atingindo 99.5% da população. Reconhecida pela qualidade das suas produções, a empresa já foi premiada com 10 Emmys Internacionais. A operação internacional da Globo abrange seis canais de televisão paga, e uma divisão de produção e distribuição de conteúdo televisivo de desportos brasileiros e entretenimento, que chegam a mais de 190 países ao redor do mundo.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Dom Caetano aborda dissabores com Carina Santos: “Se a cópia não convence, a música se esquece”

    Dom Caetano, com sua sólida argumentação, detalhou os dissabores que enfrentou com a artista Carina Santos devido à reprodução da música intitulada “Sou angolano”,...

    Banco BCS lança o seu primeiro fundo de investimento

    O Banco BCS, arrancou ontem com a subscrição de um fundo fechado especial de investimento em valores mobiliários, no valor global de 5.000.000.000 Kz. Destinado...

    Angola ocupa 4.ª posição no Ranking Africano de Futsal

    Por Helder Lourenço Após a recente realização do CAN`2024, em Rabat, Marrocos, Angola se destaca ao conquistar a quarta posição no ranking da Confederação Africana...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto