Matias Damásio contagia público presente na casa 70

0
127
Matias Damásio no primeiro show na Casa70
As mais de duzentas pessoas que se fizeram presentes na noite de terça-feira, na Casa 70, em Luanda, no primeiro espectáculo, dos três previstos de Matias Damásio, puderam passar momentos de alegria e emoção ao som das músicas deste cantor e compositor angolano.
Matias Damásio fez essencialmente recurso a temas já conhecidos como “Luanda”, “ Povo”, “Porquê” e “Saudades” obrigou os amantes das suas músicas a soltar a voz, cantando com ele, num ambiente onde a harmonia era a tónica dominante.
Com os seus temas concebidos nos estilos semba e kizomba e que reflectem o amor, a paixão e o quotidiano, o músico interagiu ainda, no show, com o público, não só cantando, mas dando conselhos sobre a não-violência no lar e sã convivência humana.
Participaram no show, à convite de Damásio, a poetiza Kanguimbo Ananás, que declamou um poema dedicado a África, assim como os músicos Kanda, Justino Handanga, Ary e Ivete Galiano, nomes que fazem parte dos “segredos” deste cantor, para os três dias (três, quatro e cinco deste mês) de espectáculos que tem na casa 70.
Ao falar à Angop, o cantor Puto Português, que esteve na plateia, disse que Matias Damásio é um grande músico e um professor para si. “ Para mim que sou um jovem músico, sou um dos grandes apreciadores do semba e kizomba que ele muito bem sabe cantar”, asseverou.
Natural de Benguela, Matias Damásio, teve a sua primeira oportunidade profissional em 2002, quando, entre os quinhentos candidatos do concurso de karaoke Estrelas ao Palco, ficou entre os finalistas, imitando o cantor brasileiro Belo com a música “Mel na minha boca”.
Desde então Matias Damásio arrecadou o primeiro lugar em vários concursos e recebeu numerosas distinções tais como Gala à Sexta-Feira, Canção Cidade de Luanda, Variante 2003, Prémio canção da LAC, Prémio Figuras e Negócios, Top dos Mais Queridos e Top Rádio Luanda.
O músico tem no mercado dois trabalhos discográficos, nomeadamente, “Vitória” e “Amor e Festa na Lixeira”. A gravação do primeiro disco surgiu como um prémio por ter ganho o concurso Variante (concurso da música popular angolana), representando a província de Luanda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui